Uma super-rota para passar 04 dias em Salvador

Salvar nos favoritos
Parque Marinho da Barra. Salvador Bahia. Foto divulgação SECOM.

Pontos turísticos, gastronomia, história, cultura, praias, noitadas. Tudo e mais um pouco!

Farol de Itapuã. Foto: Fábio Marconi

Um belo dia você decide fazer uma viagem para Salvador, mas só tem 04 dias para curtir a cidade. Será que dá tempo de conhecer bastante coisa? Dá sim! Venha, vá! Nem pense muito. Compre a passagem, reserve o hotel, faça sua mala e em um piscar de olhos você está aqui, desembarcando na capital da alegria.

Ao passar pelo túnel de bambus, faça sua primeira foto e escreva: adivinha onde eu estou? Não tem uma pessoa que tenha vindo a Salvador que não descreva como “mágica” a sensação de passar por ali. Deixe a bagagem no hotel e já escolha onde vai comer seu primeiro acarajé. Aí é só ir seguindo esse guia que preparamos com todo o carinho para sua estadia aqui!

Preparamos uma lista com músicas perfeitas para esta experiência. Ouça agora!

Dia 1 – Cidade Baixa

1. Artesanato típico baiano

Mercado Modelo. Fotos: Fábio Marconi

Para quem quer fazer compras e saber um pouco do passado da cidade, o Mercado Modelo é um ótimo lugar. Lá você encontra desde artesanato local, temperos, pedras e também restaurantes. Na praça em frente (Praça Cairu), se tem uma bela vista do Elevador Lacerda, principal ligação de pedestres ligando a Cidade Baixa, onde se encontra o Mercado, à Cidade Alta, onde fica o Pelourinho.

Guarde a ansiedade (rsrsrs) e não suba agora para o Centro Histórico. Acredite: é melhor reservar um dia inteirinho por lá. Aos que pretendem fazer muitas compras para presentear a família toda, a sugestão é deixar o Mercado Modelo para o final do dia, depois de fazer tudo que vem a seguir – do contrário, sua mochila vai ficar pesada e o passeio não vai ficar tão agradável.

2. A foto mais colorida da sua viagem

Lavagem do Bonfim. Foto: Fábio Marconi

Que tal conhecer um dos lugares pelos quais os próprios moradores morrem de amor? A Igreja do Senhor do Bonfim é frequentada por muitos turistas, mas é visitada com frequência também por moradores. É lá que você vai fazer uma das fotos mais emblemáticas de quem visita Salvador: amarrando sua fitinha do Nosso Senhor do Bonfim na grade da Igreja.

Para os devotos, é legal ficar ligado nos horários das missas. A igreja fica repleta de pagadores de promessas. Vale também subir para o segundo andar do santuário onde se encontra um museu com indumentárias de época e muitos objetos sacros e obras de arte. Para completar, suba cautelosamente para a torre. Em um pequeno local tomado por janelas nas quatro paredes, se tem a visão 360° da Colina Sagrada.

3. A gastronomia também é ponto turístico

Moqueca. Pedra Furada. Foto: Fábio Marconi

Um dos pontos altos de conhecer a Bahia é comer a comida típica baiana. Nesta parte da cidade tem ótimas opções de restaurante, e muitos têm ainda uma excelente vista da Baía de Todos os Santos. Reserve um tempo, sem correria, e deixe o dendê te levar. Reunimos aqui alguns restaurantes próximos à Basílica Santuário do Senhor do Bonfim, integrando a gastronomia em seu roteiro turístico.

Bar Recanto da Lua Cheia

Comida de primeira qualidade, de frente para o mar, excelente para grupos. Os peixes estão sempre muito frescos, a cerveja é gelada e as moquecas são sempre uma boa pedida.

Bar Recanto da Lua Cheia. Rua Rio Negro, 2 – Monte Serrat, Salvador-BA, 40325-250
Telefone: (71) 3315-1275

Pietro’s Bar

Por lá, você encontra a beleza natural da cidade e a deliciosa culinária típica baiana. Tente chegar cedo para garantir uma mesa de frente para o mar! O pátio tem árvores, deixando tudo mais gostoso.

Pietro’s Bar. Rua Rio Negro, 6 – Pedra Furada – Monte Serrat, Salvador-BA
Telefone: (71) 3316-3395

Tijupá Restaurante e Bar

O restaurante fica no Saveiro Clube na Ribeira, um local de fácil acesso. O ambiente é simples e agradável, arejado e com uma vista bem bonita. Indicamos a moqueca de camarão com siri catado e pirão, farofa de dendê e arroz como acompanhamentos. O Tijupá fica a 5 minutos de caminhada da famosa Sorveteria da Ribeira.

Tijupá Restaurante e Bar. Rua Porto dos Tainheiros No. 9 | Saveiro Clube da Bahia, Salvador, Bahia 40421-580, Brasil
Telefone: 55(71)3312-6536

4. A Sobremesa será no coração da Ribeira

Sorveteria da Ribeira. Foto: Fábio Marconi

A orla da Ribeira é um caso à parte, coisa linda de viver. Lá existem dois lugares bem legais e tranquilos para tomar um sorvete, com ar de cidade pequena. Um deles é a tradicional Sorveteria da Ribeira que, com seus sabores de frutas típicas e suas cadeiras na calçada, deixa o passeio com aquele charme de pertencimento, como se você fosse morador do bairro. Uma delícia.

A outra opção é ir ao Solar Amado Bahia, onde um casarão histórico foi completamente restaurado e reaberto ao público. Além de um passeio que faz uma volta ao passado, no anexo há o Sorvete Real que tem uma área climatizada e também um espaço kids perfeito para passeios em família.

5. Escolha o “seu” pôr do sol.

Ponta do Humaitá. Foto: Fábio Marconi

É chegada a hora do pôr do sol. Nossa dica é ir para o Farol dos Namorados, na Ponta do Humaitá. No mesmo complexo, você também pode conhecer o Forte de Monte Serrat e, perto dali, as praias de Boa Viagem e Praia do Meio. O Farol dos Namorados é conhecido por ser um dos melhores lugares da cidade para “se despedir do sol”. Escolha um bom lugar para sentar e apreciar a vista panorâmica da cidade.

Se você é daqueles que vai fazer as compras no final do dia, ainda assim vale o passeio neste Farol e neste Forte. De lá, corre para o Mercado Modelo. Se for esta a sua opção, nossa sugestão é que, ao terminar as compras, aí sim você sobe o Elevador Lacerda para apreciar o pôr do sol de lá da Praça Tomé de Sousa. É lindo demais!

6. Guarde energia, está só começando!

A dica para o jantar é procurar um bom restaurante próximo ao seu hotel. Descanse, você acaba de chegar e ainda tem muita andança pela frente.

Dia 2 – Cidade Alta

Largo do Pelourinho. Salvador Bahia Foto: Amanda Oliveira.

Este é o dia do Centro Histórico, sendo a primeira parte no tão famoso Pelourinho e a segunda no charmoso Santo Antônio Além do Carmo. Escolha um calçado bem confortável, abra a mente e prepara-se para uma aula de história a céu aberto. Você está prestes a desvendar um mundo de possibilidades deste conjunto arquitetônico integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.

Os casarões coloniais barrocos do Centro Histórico guardam tantas relíquias que vale à pena passar o dia todo lá descobrindo. Por este motivo, preparamos alguns roteiros com dicas do que fazer.

Anota aí:

Pelourinho e suas belas surpresas! – Curiosidades no Centro Histórico: 5 lugares que você tem que conhecer.

Pierre Verger pela cidade – A galeria com obras em exposição, Museus com acervo de suas obras e muito mais.

10 Museus Fantásticos no Pelourinho – Coleções riquíssimas, histórias contadas em objetos e imagens, tudo no Pelourinho.

Casa do Carnaval – Um Museu criado para contar a história da folia baiana! Lá, é Carnaval o ano inteiro!

Catedral Basílica de Salvador, de monumental exuberância.

Igreja e Convento de São Francisco – Uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo!

Depois de percorrer as ruas enladeiradas do Pelô, siga para o Santo Antônio Além do Carmo, bairro coladinho ao Pelourinho. Se quiser tomar um bom café, de frente para a Baía de Todos os Santos, sua escolha é o Cafélier. Se a vontade for uma cerveja gelada, nossa dica são o Bar do Pascoal e o Bar do Ulisses. Se a fome bater, sugerimos os restaurantes Poró, Zanzibar ou D’Venetta. Mas o bairro é cheinho de coisas boas para fazer, anota aí algumas:

Casa Boqueirão – Uma linda loja colaborativa que reúne design e arte com uma ótima curadoria de produtos.

Muito charme no Carmo – As pérolas deste bairro

Para finalizar o dia, sugerimos ficar direto e curtir por lá mesmo. A noite ferve para estes lados da cidade, tanto nos Largos do Pelourinho, quanto no Carmo. Ideal para ouvir um som, um bom papo ou para dançar. Neste roteiro Pelô para maiores, contamos o eventos que acontecem. Outra dica é a nossa agenda de eventos.

Dia 3 – Rio Vermelho e Barra

1. começando o dia com um bom café e cultura

Casa do Rio Vermelho. Foto: Fábio Marconi

Comece seu penúltimo dia na cidade pelo Rio Vermelho, na casa onde morou o casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai. A antiga residência se tornou um memorial que faz um belo passeio nas histórias deles e da Bahia. No roteiro “Boemia à luz do dia” a gente te explica várias coisas que tem para fazer no Bairro nesta parte do dia. Outro bem legal é o roteiro “Deixando o dia te levar”, para um começo de dia com café da manhã farto, afeto e papo pro ar.

2. Cartão postal da cidade

Museu Náutico de Salvador Foto: Amanda Oliveira

De lá vá direto para o Farol da Barra, cartão postal da cidade. Lá dentro tem o Museu Náutico e um ótimo café. Então, depois das muitas fotos, não deixe de entrar, será surpreendente. Depois de subir até o ponto mais alto do Farol e ter uma visão deslumbrante do mar azul, a melhor opção é um bom mergulho. Se na maré seca, prefira as piscininhas naturais que se formam coladinhas ao próprio Farol. Se na maré alta – e principalmente se curtir surfar – vá em direção ao Morro do Cristo e se posicione na faixa do “Barravento”. É ali que tem as melhores ondas.

3. Museus à beira-mar

Museu da Fotografia da Bahia visto das águas transparentes do Porto da Barra. Foto: Fábio Marconi

Se a pedida é ficar “relax”, o melhor lugar é o Porto da Barra. Lá tem banho em águas sempre calmas e cristalinas, boas para prática de SUP e Canoa Havaiana. Nesta enseada também tem duas ótimas opções culturais, cada uma em uma ponta da praia. No Forte Santa Maria fica o Espaço Pierre Verger da fotografia baiana, do outro, no Forte São Diogo, fica o Espaço Carybé. Ambos interessantes para conhecer Salvador através de sua arte. Tanto Verger quanto Carybé chegaram aqui como visitantes, iguais a você, e por aqui ficaram. Salvador tem muitos encantos, pode ser que você também queira ficar.
Também preparamos outros roteiros que podem te ajudar ainda mais com a diversão:

Esportes no Porto da Barra – Natação, ginástica funcional, caiaque, canoa havaiana, stand up paddle e mais…

De boa na Barra –  e 06 dicas fantásticas para passar o dia na Barra – dois roteiros com Praias, Museus, restaurantes e opções para um lindo pôr do sol.

Dia 4 – Praia e curtição

Praia de Itapuã. Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

Este é o seu último dia em Salvador. Como passa rápido! Aproveite esta cidade ensolarada para curtir a natureza, os horizontes de tirar o fôlego e as praias paradisíacas. Sua primeira parada é a Praia de Itapuã. Um dos bairros mais musicais da cidade, é a “casa” das Ganhadeiras de Itapuã, do Grupo Afro Malê Debalê, além de ter rodas de samba tradicionais.

Lugares legais para boas fotos e boas histórias são as estátuas de dois moradores ilustres. A estátua de Dorival Caymmi fica na orla, na altura da Rua Aristídes Milton, 101-115 – Itapuã, Salvador – BA, 41610-160. Já a Praça Vinicius de Morais, com sua estátua, fica na Rua Palmas de Monte Santo, S/N – Itapuã, Salvador – BA, 41610-820.

Depois, você pode desfrutar de uma bela estrutura à beira-mar, ótima escolha para grupos ou famílias com crianças. Nossas dicas são as mesas pé na areia para quem deseja estrutura enquanto curte a praia da Pedra do Sal; ou um Oasis à beira-mar, com espreguiçadeiras de frente para o mar; Já o Beach Club do Lôro, oferece conforto na beira da praia que é o point do surf em Salvador. Outra dica é o Aquarius Bar, que tem boa localização, conforto, diversão e agito com shows em um palco na areia. Salvador tem o primeiro complexo esportivo do país voltado para o surf e ele fica deste lado da cidade, excelente oportunidade para ir lá conhecer e quem sabe ter algumas aulas.

Também temos alguns roteiros que você pode gostar:

Uma tarde em Itapuã, boa comida, muita música e esportes aquáticos no bairro eternizado por Vinicius de Moraes.

Os restaurantes Mistura e Casa di Vina: a morada baiana de Vinícius de Moraes e Gessy Gesse. Além de memorial, ainda tem um excelente restaurante.

Commons Studio Bar. Foto: Heder Novaes / Divulgação

Perto do final da tarde, vá para o hotel e dê aquela descansada porque a noite promete. Você vai voltar ao Rio Vermelho, só que agora em uma rota de diversão para fazer jus à fama de “bairro boêmio da cidade”. Para jantar, o restaurante La Taperia é uma excelente opção. Badalado e sempre com aquele ar cosmopolita, este pode ser o começo ou até o fim da sua noitada. A culinária espanhola está bem representada, além dos drinks e sangrias serem sensacionais.

Depois, siga de bar em bar, entrando e saindo das baladas por que é esta a graça deste bairro: um monte de gente na rua andando e se divertindo para lá e para cá. Comece no Chupito bar que tem drinks super bem feitos e você já vai ficar sabendo qual a boa da noite. Temos o roteiro Boemia para Boêmios com boas opções. Boa diversão, e se beber, não dirija!


Mercado Modelo. Fotos: Fábio Marconi

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
43
Duração aproximada
4 dias em Salvador
Seu bolso

Outros Roteiros

Agenda

07
jul
08
jul
09
jul
10
jul
11
jul
13
jul
14
jul
Ver mais em Agenda