Catedral Basílica de Salvador

Salvar nos favoritos

De monumental exuberância

Catedral Basílica Pelourinho. Salvador. Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

Foram três anos e oito meses de reforma. Mas você sabe quanto tempo ela levou para ser construída? D.E.Z.O.I.T.O. A.N.O.S! Sim, 18 anos! Construída a partir de 1657, esta preciosidade cravada no coração do Pelourinho está de volta no dia-a-dia e na fé baiana e de todo o mundo. A Catedral é uma das mais importantes construções sacras do Brasil Colonial, testemunho da história e do catolicismo no país.

Catedral Basílica Pelourinho. Salvador. Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

A Catedral Basílica de Salvador é sede do arcebispo-primaz do Brasil e a mãe de todas as igrejas católicas brasileiras. Os 30 bustos relicários que foram restaurados são, hoje, junto com os dois altares, os mais importantes acervos de arte sacra brasileira do fim do século XVI.

O templo possui também um acervo de grande valor, com telas de diversos autores seiscentistas, móveis em jacarandá e diversos objetos sacros em ouro e também de prata. O brilho dos 13 altares folheados a ouro é de deixar de boca aberta. Foram usadas nada mais nada menos que 50 mil folhas de ouro, 5 mil folhas de prata e muito, muito trabalho. Vá!

O forro da nave desta Catedral é grandioso. O símbolo em latim IHS significa: Jesus Salvador da Humanidade. Foi preciso 5 mestres carpinteiros trabalhando por 2 anos nos quais usaram 4 navios carregados de madeiras nobres.

Curiosidades

Debaixo do altar-mor, sob uma lápide de mármore, foi encontrada uma escadaria que levava a uma antiga catacumba. Já no interior de uma das capelas, ossadas foram descobertas, incluindo 13 crânios humanos. Também foram encontradas pinturas originais nas paredes e peças sacras, que revelaram quadros com imagens de santos jesuítas escurecidos pelo tempo e até purpurina nas áreas revestidas de ouro. Na capela do Santíssimo, outra surpresa: foram recuperados diversos elementos com folhas de prata, material não muito comum. Esses estavam encobertos por camadas de repintura.

Catedral Basílica Pelourinho. Salvador. Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

O próprio altar-mor é uma das preciosidades que prometem encantar fiéis e visitantes. Foram encontradas duas portas de correr que guardam o Cristo Crucificado, imagem que sempre foi aparente na igreja. Ainda no altar-mor, um imenso quebra-cabeça. Um painel de obras de arte estava completamente desmontado. Esse, ainda está em recuperação.

III Governador Geral do Brasil, Mem de Sá foi enterrado no cruzeiro desta mesma igreja. O túmulo encontra-se até hoje em frente à Capela do Altar-Mor.
Os dois sinos que vieram de Portugal ficaram em silêncio por mais de 50 anos. Foram reativados este ano, 2019, e agora tocam todos os dias às 12h e às 18h.

Outros 30 bustos relicários das Virgens e Santos Mártires retornam à igreja, depois de mais de 15 anos sob a guarda do Museu de Arte Sacra, que agora os devolveu restaurados. Já os elementos dourados, utilizados em várias partes do templo, foram recuperados com folhas de ouro importadas de Florença, na Itália.

Catedral Basílica Pelourinho. Salvador. Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

A obra também permitiu que a Basílica de Salvador se renovasse, com a instalação de modernos equipamentos de sonorização, sistema de prevenção e combate a incêndio e segurança patrimonial. Todo esse trabalho foi realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por mais de 120 profissionais, que mesclou a utilização de técnicas e materiais tradicionais e contemporâneos.

Serviço

Catedral Basílica de Salvador
Largo Terreiro de Jesus, Pelourinho – Salvador/BA
Funcionamento: de segunda a sábado, das 9h às 17h. Aos domingos, das 13h às 17h.
Preço: R$5,00

Catedral Basílica Pelourinho. Salvador. Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
21
Seu bolso
Localização
Largo Terreiro de Jesus, s/n - Pelourinho, Salvador - BA, 40020-210

Outras experiências

Agenda

12
abr
13
abr
14
abr
15
abr
16
abr
17
abr
Ver mais em Agenda