Uma saudade chamada Pelourinho

Salvar nos favoritos
Foto: Assessoria

Pôr do sol no Elevador Lacerda, cravinho na praça, o batuque do Olodum… Ah, Pelourinho! Que saudade!

Largo do Pelourinho. Salvador Bahia Foto: Amanda Oliveira.

Que saudade de andar pelas ruas de Salvador. Vontade de passear pelo Pelourinho e tirar fotos em frente aos casarões coloridos, ir a uma missa na Igreja Rosário dos Pretos e, dali, já pegar uma apresentação do Balé Folclórico da Bahia. Saudade de cruzar com o Olodum batucando pelas ladeiras, de tomar um cravinho e ir aos shows e ensaios nas praças e largos sempre badalados.

Por enquanto, a única forma de visitar Salvador é através das lembranças. Este famoso conjunto arquitetônico colonial barroco brasileiro, o Pelourinho, tem tantas surpresas, que seriam necessários dias e dias de visita para conhecer tudo. Então, vamos deixar combinado. Depois que a quarentena passar, temos um encontro marcado: um sorvete assistindo ao pôr do sol lá do Elevador Lacerda. Neste roteiro, tentamos matar essa saudade chamada Pelourinho.

Os top 10 clássicos do Centro Histórico de Salvador

 

Uma playlist para reviver todas as suas memórias no Pelô. Siga e dê o play!


 

Entendendo os limites territoriais

Largo do Pelourinho. Ao fundo, Fundação Casa de Jorge Amado. Foto: Fábio Marconi.

O conhecido Pelourinho era só o Largo do Pelourinho, situado na parte mais baixa da região, onde se encontra a Fundação Jorge Amado, por exemplo. Hoje, abrange o Largo do Terreiro de Jesus (há ali a Catedral Basílica de Salvador e o famoso bar O Cravinho), e também o Largo do Cruzeiro de São Francisco, indo até o Taboão (rua onde se encontra a Casa do Benin).

O Pelourinho, popularmente chamado de Pelô, não abrange o Elevador Lacerda, por exemplo. Achou que sim?! Você e muitos acham também, de repente pelo fato deste ponto turístico estar na lista de paradas obrigatórias para quem vai passear pelo Pelô. Por este motivo, a gente resolveu colocar o Elevador Lacerda aqui neste roteiro também!

Um dos principais pontos turísticos de Salvador e patrimônio Histórico da Humanidade é hoje um dos mais importantes centros das atividades criativas da cidade. Contudo, muitos desconhecem o real significado e a história do lugar, que nasceu como espaço de castigo de pessoas escravizadas. Então, por mais que este seja um local bonito, de cultura e diversão, é importante entender suas mudanças durante a construção desta Salvador contemporânea. A presença marcante da herança afro-brasileira fez surgir no Pelourinho uma cultura singular.

Aqui você encontra essas e outras informações sobre o Centro Histórico de Salvador.

Sobre o centro

Uma aula de Pelourinho

Ah, que vontade de ver essa mulher exuberante, com seu turbante colorido, andando por aquelas ladeiras. Um dos maiores nomes do Brasil em tranças, torços e turbantes, Valdemira Telma de Jesus Sacramento, a Negra Jhô, tem o dom de deixar as cabeças lindas – por dentro também. Isso porque Negra Jhô faz sua arte contando histórias dela, de Salvador e dando uma verdadeira aula sobre o Pelourinho.

Mulher guerreira, fez uma revolução no Pelourinho quando chegou no final dos anos 70, contribuindo de forma eficaz para a emancipação da identidade negra. Precursora do empoderamento do cabelo natural, transformou a forma como homens e mulheres negros olhavam para sua própria estética.

Negra Jhô Penteados Afro

Anote, para quando tudo isso passar, ir lá visitar o salão dela.

Endereço: Ladeira de São Miguel, 4 – Pelourinho, Salvador – BA, 40026-030. Horário de Funcionamento: de segunda a sexta, das 09h às 19h. Sábado, das 09h às 20h. Domingo não abre.

Cultura e fé

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco. Foto: Fábio Marconi

Igreja Nossa Senhora Rosário dos Pretos

Esta é uma Igreja peculiar: Religião Católica, com atabaques do Candomblé. Preservando sua história ligada às pessoas escravizadas, a liturgia dos cultos faz uso de música inspirada nos terreiros de Candomblé, ao som de atabaques. Nesta igreja, é celebrada, toda terça-feira, uma missa católica que incorporou alguns dos elementos da cultura africana, como as cantorias e danças.

Saiba mais neste link

Igreja Nossa Senhora do Rosário dos Pretos

Anote para quando puder visitar

Missas: às segundas e domingos – às 9h. Terças, sextas, última quarta-feira do mês e primeira quinta-feira do mês – às 18h. Visitação: de seg. a sáb., das 8h às 12h e das 13 às 17h. Contato: (71) 3421-5781.

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco

Dizem que essa era a igreja preferida por Jorge Amado. E não era para menos. Erguida entre os séculos XVII e XVIII, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco possui fachada em pedra arenito lavada e decorada em altos-relevos e é o único exemplar no Brasil que remete ao barroco espanhol. O projeto é de Gabriel Ribeiro, considerado um dos introdutores do barroco no Brasil. O local também abriga o único conjunto de azulejaria portuguesa que representa a cidade de Lisboa, em Portugal, antes do terremoto de 1755.

Saiba mais neste link

Igreja da Ordem Terceira de São Francisco

Igreja e Convento de São Francisco

Erguidos entre os séculos XVII e XVIII, a Igreja e o Convento de São Francisco são classificados como uma das Sete Maravilhas de Origem Portuguesa no Mundo e tombados pelo IPHAN. Essa Igreja também é conhecida como a Igreja de Ouro e ela pode ser visitada, agora, do conforto da sua casa, através do tour em 360°.

Saiba mais neste link

Igreja e Convento de São Francisco

Anote para quando puder visitar

Visitação: segunda, quarta, quinta, sexta e sábado, das 9h às 17h30. Terça, das 9h às 17h. Domingo, das 10h às 15h. Entrada: R$ 5,00

Agora até bateu saudade de tomar um sorvete artesanal na Le Glacier Laporte, ali coladinho à Igreja de São Francisco. Vontade grande de pedir um sabor bem a cara de lá como o Martinique, feito com casca de laranja, rum e pedaços de chocolate amargo, sentar nas mesinhas lá de fora e ficar vendo a vida passar.

Sorveteria Le Glacier Laporte

Vontade de fazer aquela foto clássica

Não existe passeio pelo Pelourinho sem a foto clássica em frente ao grande casarão azul, no Largo do Pelourinho, local este que sempre esteve presente também na vida e obra do escritor Jorge Amado. Esta é a Fundação Casa de Jorge Amado, uma organização sem fins lucrativos, que tem como objetivo preservar, pesquisar e divulgar os acervos bibliográficos e artísticos de Jorge Amado e da arte e literatura da Bahia. A Casa promove debates permanentes sobre a cultura baiana, sobretudo a luta pela superação das discriminações raciais e socioeconômicas.

Saiba mais neste link

Fundação Casa de Jorge Amado

Anote para quando puder visitar

Funcionamento: de segunda a sexta, das 10h às 18h. Sábado, das 10h às 16h. Preço: R$ 5,00 (menores de 5 anos não pagam). Às quartas a entrada é gratuita para todos. Pelourinho, Salvador – Bahia, 40.026-280. Telefone: (71) 3321-0070 / (71) 3321-0122

Um suco refrescante

Suco de Limão com Coco. Pelourinho Salvador Bahia Foto: Amanda Oliveira.

Nada melhor que um refresco durante um dia inteiro andando pelas ruas de pedra do Pelourinho. Imagine misturar limão com coco. Este suco, inventado por Milton Cavalcante, é a cara do Pelô e só de lembrar já desperta boas lembranças.

Saudade de cruzar com o Milton com avental, copos em metal e seu guarda-sol. Outra coisa boa é que, enquanto você toma o suco, também pode recarregar o celular para as próximas fotos: seu carrinho tem uma placa solar que capta a energia necessária para manter gelado o já famoso suco, e claro, pode carregar o celular. Só se vê na Bahia!!!

Pelourinho e suas belas surpresas!

Culturas africanas

MAFRO – Museu Afro-Brasileiro da UFBA. Foto: Fábio Marconi

O Museu Afro-Brasileiro da Universidade Federal da Bahia é um dos poucos no país a tratar exclusivamente das culturas africanas e a sua presença na formação da cultura brasileira.
Há, também, objetos de origem brasileira, relacionados com a religião afro-brasileira da Bahia, incluindo um conjunto de talhas em cedro de autoria de Carybé – 27 painéis representando os orixás do candomblé da Bahia. Saudade de sentar por horas em frente a eles e ir descobrindo novos detalhes a cada visita.

MAFRO – Museu Afro-Brasileiro

Se sua saudade for bem grande, assim que o isolamento social acabar, passe o dia inteiro entrando e saindo de galerias e museus no Pelourinho. Preparamos um roteiro especial para você neste link.

10 Museus Fantásticos no Pelourinho

Para aguçar o sensorial e o imaginário, se você quiser conhecer um pouco de Salvador mesmo estando em casa, também é possível. Vários museus e acervos da cidade estão disponíveis online. Olha nossas dicas neste link.

10 exposições virtuais para conhecer a arte da Bahia sem sair de casa

Anote para quando puder visitar

Endereço: Largo Terreiro de Jesus, Pelourinho. Horário de funcionamento: de segunda a sexta, das 9h às 17h. Telefone: (71) 3283-5540

We are Carnaval! We are folia!

Casa do Carnaval – livros que contam a história dessa grande festa. Foto: Fábio Marconi

Para matar a saudade de duas coisas, a rua e o carnaval, coloque na sua lista de desejos uma visita à Casa do Carnaval, um museu permanente que conta a história da folia baiana. Em quatro pavimentos, é possível fazer uma viagem visual e sensorial, com diversos recortes temáticos da festa, relembrando transformações sociais e da formação da identidade baiana.

Saiba mais neste link Casa do Carnaval

Casa do Carnaval

Anote para quando puder visitar

Praça Ramos de Queirós, s/n – Pelourinho, Salvador – BA, 40026-055. Aberto de terça a domingo, das 11 às 19h.

Para quando bater aquela fome

Cuco Bistrô Pelourinho Salvador Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

No meio do rolê, bateu aquela fome. Que sorte a nossa que o Pelourinho tem ótimas opções para todos os lados. Para uma refeição calma, em um lugar bem aconchegante, nossa dica é o restaurante Maria Mata Mouro. Já os amantes de caipirinha, a bebida que tem a cara do Brasil, nossa sugestão é o Cuco Bistrô, que tem uma carta especial de cachaças premiadas mundo afora, além da comida ser maravilhosa, claro. Mas se o que você procura é um ambiente jovem e descolado, vá ao Casarão 17. Lá tem o restaurante Mariposa, que apostou em um novo conceito no Centro Histórico de Salvador. Vale a pena conhecer.

Restaurante Maria Mata Mouro

Cuco Bistrô: cozinha regional no coração do Pelourinho

Mariposa Pelourinho

Um sorvete ao pôr do sol

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

Esse é o fim de tarde perfeito depois de passar o dia passeando. Lá de cima do Elevador Lacerda, tem-se uma vista exuberante da Baía de todos os Santos, perfeito para um pôr do sol. Complete o dia tomando um maltado de coco, da sorveteria A Cubana. Outra dica é ir ao Palácio Rio Branco. De lá da varanda, você tem uma vista diferente do Elevador Lacerda. Aproveite essa luz dourada do final do dia para fazer uma bela imagem deste passeio.

A Cubana Sorvetes

Saiba mais sobre o Elevador Lacerda neste link

Elevador Lacerda

Anote para quando puder visitar

Ingresso: R$ 0,15 centavos cada viagem no elevador. Horário de funcionamento: segunda a sábado, das 6h às 23h. Domingos e feriados, das 7h às 22h. Local: da Cidade Baixa – Praça Visconde de Cayru, Comércio. Da Cidade alta – Praça Municipal (Praça Tomé de Souza s/n Centro Salvador -BA 40020-000), Centro Histórico, Salvador

Bar do Cravinho

O Cravinho. Pelourinho, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

Imagine o dia que isso tudo passar e a gente puder marcar de se encontrar para uma resenha na rua, no melhor estilo soteropolitano? Não deve ter nenhuma celebração no Pelourinho em que o Cravinho não esteja presente. Marca registrada das festas de largo, o cravo e a canela trazem um gosto e aroma bastante encorpados que, misturados com o álcool, formam uma infusão curiosa.

Saiba mais neste link

Bar O Cravinho

Leia também sobre as Bebidas peculiares de Salvador

Bebidas peculiares de Salvador

Anote para quando puder visitar

Largo Terreiro de Jesus – Pelourinho, Salvador – BA, 40026-010. Está situado no Terreiro de Jesus, Pelourinho, Nº 3, próximo à Catedral Basílica, no Centro Histórico de Salvador. Horário de funcionamento: de segunda a sábado, de 11h às 22h. Domingo, das 11h às 18h. Telefone: (71) 3322-6759 / 99314.6022

Largos e Praças

 

Salvador tem uma vibração musical presente em todo canto e, no Pelourinho, as Praças e Largos são pontos de encontro para shows, ensaios, festivais e projetos culturais múltiplos. Os tradicionais largos do Pelourinho – Pedro Arcanjo, Tereza Batista e Quincas Berro d’água – engendram essa dinâmica da cidade, que ocupa os espaços e enche de música e alegria, com pessoas de classes sociais distintas, diversidade de gênero, cor e credos. Pode-se imaginar a saudade que esse caldeirão faz na vida de moradores e turistas, né?

Saiba mais neste link.

Largo Tereza Batista
Endereço: Rua Gregório de Matos, 6 – Pelourinho, Salvador-BA, 40026-010

Largo Pedro Arcanjo
Endereço: 010, Rua Gregório de Matos – Pelourinho, Salvador-BA

Largo Quincas Berro D’Água
Endereço: Rua do Açouguinho, 12 – Pelourinho, Salvador-BA, 40025-180

Pelô para maiores

Por Fernanda Slama
Coordenadora de conteúdo


O Cravinho. Pelourinho, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
37
Duração aproximada
2 horas - 4 horas
Seu bolso
Localização
Praça da Sé - Pelourinho, Salvador - BA, 40020-210

Outros Roteiros

Agenda

10
ago
11
ago
12
ago
13
ago
14
ago
15
ago
16
ago
Ver mais em Agenda