Palácio Rio Branco

Salvar nos favoritos

Um Palácio repleto de histórias fascinantes

Antiga sede do Governo do Estado abriga um museu de grande valia para o Brasil

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

Ao sair do Elevador Lacerda, no Centro Histórico de Salvador, é inevitável que seus olhos se cruzem com a imponente construção localizada à sua direita. Não é uma igreja e nem tão pouco um teatro, como muitos pensam. Esta construção é um dos símbolos mais importantes da nossa cidade, que guarda um importante retrato do Brasil. O Palácio Rio Branco é um monumento que nasceu junto com a primeira capital do país e carrega uma história cheia de curiosidades e belezas.

Foi Tomé de Sousa quem deu a ordem para a construção do primeiro projeto do lugar, que abrigaria a sede do governo português. Ele serviria como um centro de comando, residência e despacho oficial dos grandes poderes. Recebeu membros da realeza portuguesa, o Imperador D. Pedro I e a Imperatriz Leopoldina, e o Imperador D. Pedro II e a Imperatriz D. Tereza Christina.

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

Em 1912, essa primeira e mais simples edificação foi atingida por um bombardeio e ficou em ruínas, sendo reinaugurada em 1919, quando recebeu o nome atual em homenagem ao Barão do Rio Branco. O lugar já serviu como quartel e como prisão. Abrigou a Fundação Pedro Calmon e agora abriga a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

O que muita gente não sabe é que o espaço, além de ser aberto à visitação no primeiro piso, tem uma das vistas mais especiais da cidade. Se você tá cansado de tirar aquela foto clássica no Elevador Lacerda, no palácio você terá uma visão lateral do monumento, além de ter uma vista perfeita para a Baía de Todos os Santos, o Forte de São Marcelo e a Cidade Baixa. O clique tá garantido!

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

O lugar também abriga o Memorial dos Governadores, uma parte importante para a construção da história do país, muito visitada por escolas e pesquisadores. Lá, é possível encontrar insígnias, espadas, chaves de cidades, diplomas, cartas, punhais, cristais, louças, livros, medalhas, fotos e objetos pessoais como cinzeiros, abridores de cartas e canetas dessas personalidades, todos doados por familiares. Uma emoção especial para aqueles que apostam na visita.

“A construção identitária de Salvador perpassa por esse memorial e o acervo tem esse papel de contar a nossa história através dos objetos”, diz Zamana Brisa, museóloga.

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

Uma escada belíssima de ferro e bronze, com um lindo vitral no alto, te recebe assim que você entra. Para o lado direito, você visita o Memorial dos Governantes, e para o lado esquerdo, você chega até a varanda de frente para a Baía de todos os Santos. Antes de começar o passeio, repare nos detalhes desta escada: observe a presença da Fênix, animal que representa o poder e a soberania. Mas atenção: o acesso é restrito, visitantes não podem subir. Para matar a sua curiosidade, nos foi permitido apenas para registro e documentação.

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

Lá em cima, duas imponentes salas guardam muitas histórias. Uma delas é a Sala dos Espelhos, onde aconteciam as transferências de cargo e festas do alto escalão. Uma pompa só! Já a Sala dos Despachos era o local onde o governador se reunia com secretários e assessores. Nela, é possível admirar um quadro de 1930, feito por Antônio Parreiras, intitulado ”Primeiros Passos para a Independência da Bahia”.

Querendo saber mais, você pode agendar uma visita guiada pelo Memorial e pelos salões do térreo do Palácio Rio Branco, para acompanhar com cuidado cada detalhe curioso que contamos por aqui. Dê um mergulho profundo nessa história, você não vai se arrepender!

Serviço

Palácio Rio Branco
Endereço: Praça Tomé de Souza, S/N – Centro, Salvador – BA, 40020-000
Telefone: (71) 3116-6928
Funcionamento: de terça a sexta, das 10h às 12h, e das 13h às 17h.
Importante: a visitação do segundo piso é proibida a visitantes.
Acessibilidade: a porta central tem acesso por alguns degraus, não havendo rampa. Todo o térreo tem ampla circulação, sem degraus ou desníveis. Há uma rota acessível do Pelourinho, esse blog possui muita informação atualizada a esse respeito neste link

 

Preparamos uma lista com músicas perfeitas para esta experiência. Ouça agora!

Palácio Rio Branco. Centro Histórico, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira .

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
34
Seu bolso
Localização
Praça Thomé de Souza, s/n, Centro, Salvador.

Outras experiências

Agenda

30
set
01
out
02
out
03
out
05
out
06
out
07
out
Ver mais em Agenda