10 músicas feitas em parcerias incríveis para agitar a quarentena

Salvar nos favoritos

Uma trilha sonora para relembrar momentos, fazer novos planos e continuar sonhando com Salvador

A percepção do isolamento social durante a pandemia de COVID-19 começa a ser sentida com mais intensidade. O novo coronavírus já está sendo visto como um “divisor de águas” que vem redefinindo algumas áreas de nossas vidas.

A maioria das pessoas acredita que se trata da medida de controle mais indicada no enfrentamento ao vírus. Mesmo assim, o convívio social – ou melhor, a falta dele – fica cada vez mais difícil de suportar. A saudade da família reunida na Páscoa, no almoço do dia das mães, as festas de São João, a casa cheia na comemoração de aniversário. Agora as comemorações são possíveis apenas pela tela do celular.

Para enaltecer a memória dos encontros com nossos amigos e familiares, fizemos uma lista de músicas feitas em grandes parcerias musicais com artistas baianos. A intenção é ir aquecendo o corpo e o coração para que você já tenha uma playlist prontinha no momento em que acabar a quarentena e você finalmente puder se reunir com a galera. Aproveita e compartilha com seus amigos para escutarem todos juntos, mesmo separados. Vamos ficar unidos, mesmo à distância!

Gilberto Gil e BaianaSystem

Deu vontade de um show na Concha Acústica do Teatro Castro Alves ou nos grandes eventos na Paralela, certo? E também de antes juntar a galera para um esquente em um dos bares do Rio Vermelho… Ah que maravilha essa cidade musical!

Luedji Luna e Zudizilla

Essa é para quando você for marcar de sair para dançar, de se acabar em uma das festas mais badaladas de Salvador. Festa Punnanny, O Pente, Batekoo, ou cair no Gin, Bombar ou Borracharia. Você não vai nem saber por onde começar.

Fran Gil e Russo Passapusso

O machado é um símbolo que está relacionado a Xangô, uma ferramenta utilizada por este orixá. Um machado de duas lâminas, chamado em iorubá de “oxê”. Nos candomblés do Brasil, quando Xangô vai dançar, normalmente ele leva o “oxê”. Xangô é tido como o orixá da justiça. Essas duas lâminas significam justamente o equilíbrio de não tender nem para um lado, nem para o outro, ser imparcial.

Esse e outros saberes você vai descobrir na Fundação Pierre Verger. Você vai ligar e marcar hora para conhecer a biblioteca pessoal de Pierre Fatumbi Verger e ter acesso a informações preciosas como essa e muito mais.

Fundação Pierre Verger

O fervo do Pelourinho

Essa é aquela hora perfeita para se deixar levar e desconectar os celulares. Se imagine em uma das praças e Largos do Pelourinho. Antes dos shows, deixe sua imaginação andar pelas ruas, tome um cravinho ou um gengibrinho no Santo Antônio Além do Carmo e só depois escolha sua programação, mesmo que seja apenas mentalmente… por enquanto!

Larissa Luz e Elza Soares

I.F.Á. Afrobeat e Okwei V. Odili

Illy e Duda Beat 

Eterno carnaval

Para matar a saudade e continuar sonhando com os próximos carnavais, nada melhor do que parcerias com os ícones da festa na sua playlist. Aproveita para colocar na sua “lista de vontades pós isolamento social”, uma visita à Casa do Carnaval para conhecer a história da maior festa popular no mundo.

Casa do Carnaval

Carlinhos Brown e Olodum

Olodum

Saulo e Malê Debalê

Malê Debalê

 

Bloco Ilê Aiyê e Criolo

Ilê Aiyê

 

Mergulho no mar

As Ganhadeiras de Itapuã e Mariene de Castro

Saudade de encontrar os amigos e ir dar um mergulho no mar de Itapuã, caminhar pela praia até o farol e praticar SUP bem cedinho na rua K. Nesse sonho, ainda tem um acarajé de Cira e fotos “clássicas de turistas”, abraçados nas estátuas de Vinicius de Moraes e na de Dorival Caymmi.

Uma tarde em Itapuã



Experiências em Salvador

Agenda

06
ago
07
ago
08
ago
10
ago
11
ago
12
ago
13
ago
Ver mais em Agenda