Novembro Salvador Capital Afro

Blog
Banner - Novembro Salvador Capital Afro
Muncab - Museu Nacional da Cultura Afro-brasileira. Foto: Amanda Oliveira.

Celebração da ancestralidade negra

Festivais, desfile de blocos e reinauguração do Museu da Cultura Afro-Brasileira

Exaltar a ancestralidade negra da capital baiana, que ecoa não só nas diversas expressões culturais, artísticas e religiosas, como também, sobretudo, na história e vivência de sua população. Este é o foco da programação para o Novembro Salvador Capital Afro, um inédito calendário de eventos com o apoio da gestão municipal que se estenderá por todo o penúltimo mês do ano.

O Novembro Salvador Capital Afro terá festivais de música e de cultura negra, como o Afropunk e o Candyall e Tal, e de cinema negro, como o Fianb (Festival Internacional de Audiovisual Negro do Brasil), trazendo atrações nacionais e internacionais. Ocorrerá também o lançamento do projeto Rolês Afro, pacote de roteiros turísticos que será lançado pela Prefeitura de Salvador focado no patrimônio afrodiaspórico da capital baiana.

Além disso, haverá apresentações de afoxés e blocos afros, com o inédito Desfile Salvador Capital Afro; um seminário reunindo entidades de samba da cidade, além da tradicional Caminhada do Samba; desfiles de moda, como o Afro Fashion Day; e festivais de empreendedorismo e inovação negra, como o Salvador Capital Afro, o Scream Festival, o Liberatum e o Festival de Afrofuturismo Vale do Dendê.

Reabertura do Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira (Muncab)

Também como parte da programação do Novembro Salvador Capital Afro, no dia 6 ocorrerá a reabertura do Museu Nacional da Cultura Afro-Brasileira (Muncab). Localizado em dois prédios no Centro Histórico, onde funcionou o antigo Tesouro do Estado da Bahia, o museu é um dos maiores da América Latina sobre a cultura afrodiaspórica.

O primeiro pavilhão será inaugurado com a exposição Um Defeito de Cor. Sucesso absoluto no Museu de Arte do Rio de Janeiro, vista por mais de 90 mil pessoas, a mostra é inspirada no romance histórico de mesmo nome, da escritora mineira Ana Maria Gonçalves, e apresenta mais de 400 obras. Um Defeito de Cor faz uma revisão historiográfica da escravidão, abordando lutas, contextos sociais e culturais do século XIX. O livro conta a saga de uma mulher africana, chamada Kehinde, que, no Brasil, precisa lutar por liberdade e para reconstruir sua vida.

Veja o calendário de eventos:

01 de novembro – Aniversário do Ilê Aiyê

49 anos de existência do mais belo dos belos. Saiba mais neste link.

3 de novembro – Funfun no Passo, com Rumpilezzinho

Na 1ª sexta-feira de cada mês, seguindo até abril de 2024, a Orkestra Rumpilezz se apresentará gratuitamente no Centro Histórico de Salvador, sempre às 19h. A cada show, a orquestra fará uma saudação aos orixás “funfun”, vestindo o tradicional figurino branco e celebrando a música, a trajetória e os sonhos do saudoso maestro Letieres Leite. Saiba mais neste link.

De 3 a 5 de novembro – Mostra de artes em homenagem ao Ilê Aiyê

3 a 5 de novembro – Liberatum

Festival internacional humanitário que já passou por 13 países, incluindo Reino Unido, Índia, México, Estados Unidos, Filipinas, Turquia, e agora desembarca no Brasil. Vai reunir em Salvador lideranças negras do mundo das artes, tecnologias e negócios.

Liberatum cria e apresenta programas culturais atraentes e impactantes, conteúdos e colaborações com mentes culturais líderes em todo o mundo para difundir ideias positivas e capacitar sociedades em todo o mundo.
Alguns dos convidados para esta edição no Brasil serão Lázaro Ramos, Taís Araujo, Dendezeiros, Lazzo Matumbi, Alton Mason, Kehinde Wiley, Cround Zero, Viola Davis, Julius Tennon, Iza, Wole Soyinka, Paloma Elsser, Majur, Alcione, Morgan Freeman.

6 de novembro – Reabertura do Muncab com a exposição “Um Defeito de Cor”

De 6 e 10 de novembro – Seminário Rota do Samba / UNESAMBA

Visa fomentar e impulsionar a programação de incentivo e fortalecimento do samba baiano, a partir de formação, visibilização e celebração dos agentes produtores do ritmo. A proposta é promover os festejos em torno do mês que protagoniza a manifestações de matriz africana, aliado às celebrações que seguem até do Dia Nacional do Samba – 02 de dezembro. Saiba mais neste link.

7 de novembro – Missa Campal na Igreja Rosário dos Pretos, com Orquestra Afro Sinfônica

Unindo fé e música, o grupo musical da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, sobe ao palco nesta terça-feira (7), a partir das 17h30, no Pelourinho, em Salvador, para uma apresentação especial que antecede a Missa Campal celebrada pelo padre Lázaro Muniz, em louvor a Santo Antônio de Categero. Após a missa, será a vez da Orquestra Afrosinfônica embalar o público com um repertório pensado especialmente para a Terça da Benção.

11 e 12 de novembro – Candyall e Tal

Projeto que acontece anualmente no bairro do Candeal, realizado pelo projeto Pracatum, ocupará a localidade com apresentações musicais, oficinas de percussão, entre outras demonstrações culturais.

17 de novembro – Everyday People

A Everyday People (EP), festa afro diaspórica mundialmente conhecida, aporta em Salvador no dia 17 de novembro celebrando as culturas de diáspora e enaltecendo a negritude brasileira, junto com a Yolo Love Party. Saiba mais neste link.

18 e 19 de novembro – Festival Afropunk

O maior festival de cultura negra do mundo ocorrerá novamente em Salvador e homenageará Alcione. O evento reunirá artistas de música negra, como Iza, BaianaSystem, Majur, Olodum, O Kannalha, entre outros.

20 de novembro – Caminhada da Liberdade

Organizada pelo Fórum das Entidades Negras da Bahia, a tradicional caminhada ocorre todos os anos no Dia Nacional da Consciência Negra, exaltando a importância da luta das pessoas negras, e conta com o apoio da Prefeitura de Salvador.

20 e 21 de novembro – Festival Afrofuturismo Vale do Dendê

O Festival Afrofuturismo tem por objetivo fomentar as discussões sobre inovação, tecnologia, criatividade e diversidade. Público-Alvo: Afroempreendedores, jovens e adultos, executivos nacionais, organizações sociais e jovens de comunidades periféricas de Salvador.

21 a 26 de novembro – Festival Internacional do Audiovisual Negro do Brasil -FIANB

Festival Internacional do Audiovisual Negro do Brasil realizado em parceria com a APAN (associação de profissionais do audiovisual negro) que virá pela primeira vez a Salvador. O evento vai trazer convidados internacionais para compartilharem a sua vivência na cadeia produtiva do audiovisual com os produtores da capital baiana. Mais informações neste link.

O festival irá realizar ações formativas, exibições nacionais e internacionais, conectando Salvador com o continente africano. O FIANB fará parte da programação do Festival Salvador Capital Afro.

22 a 24 de novembro – Festival Salvador Capital Afro

Festival de empreendedorismo, negócios, música e economia criativa focado no público negro, realizado com o apoio da Prefeitura de Salvador.

24 de novembro – Larissa Luz, Seun Kuti e Baco Exu do Blues

Tem novidade e encontro musical de potências da música no Festival Salvador Capital Afro. Esse ano, tem novidade na Praça Cairu com grande show de Larissa Luz, Seun Kuti e Baco Exu do Blues, no dia 24 de novembro a partir das 18h. O show é gratuito e aberto ao público. Mais informações neste link.

24 a 26 de novembro – Expo Carnaval

Exposição para discutir a cadeia produtiva e econômica do Carnaval. Neste ano, será focada na cultura negra de Salvador, reunindo artistas, dirigentes culturais, produtores e outras personalidades da área.

A Expo Carnaval Brasil é mais do que uma exposição de carnaval, é um encontro vibrante da cultura brasileira, que promove o desenvolvimento social e econômico do país.
Com uma programação diversificada e inspiradora, a EXPO CARNAVAL oferece oportunidades de negócios para empreendedores locais e internacionais, além de proporcionar um espaço para a discussão de questões importantes relacionadas à cultura, à arte e ao turismo.

Já existem alguns convidados para o evento. São eles: Alexis Plagliarini, Carlinhos Brown, Célia Domingues, César Paci, Christiane Pelajo, Duda Magalhães, Gustavo Matos, Isaac Edington, Ju Ferraz, Leandro Vieira, Marcelo Freixo, Mauricio Magalhães, Milton Cunha, Pedro Tourinho, Rita Fernandes, Silvio Botelho, Tereza Santos, Thais Haliski e Zebrinha.

Confira mais informações no site.

25 de novembro – Afro Fashion Day

Desfile de moda que abraça estilistas negros, focado na promoção da autoestima da população negra de Salvador.

25 de novembro – Desfile Salvador Capital Afro

Projeto inédito da Prefeitura de Salvador, será um desfile de blocos afros e de afoxé pelas ruas do Pelourinho e do Centro da cidade, tal como ocorre no Carnaval.

25 de novembro – Dia Nacional da Baiana de Acarajé

Data para celebrar e debater melhorias para este ofício, tão importante para a cultura baiana, com homenagens e distribuição de kits com tabuleiro, ombrelone e outros materiais.

25 de novembro – Trace Fest

O evento acontece no Doca 1, Comércio.

25 de novembro – Acervo da Laje – Exposição “Memórias para Dona Antônia”

O Acervo da Laje é montado a partir de obras de artistas do Subúrbio Ferroviário de Salvador e reflete as tensões, expressões e anseios do seu território e a partir do seu território. A exposição “Memórias para Dona Antônia” é uma homenagem para Dona Antônia, mãe de Vilma, uma das mentes por trás do Acervo da Laje, que desempenhou um papel fundamental, fornecendo o terreno onde a Casa 2 foi construída. Mais informações neste link.

26 de novembro – Caminhada do Samba

O tradicional evento dos blocos de samba que se apresentam no final de novembro será incorporado ao calendário do Novembro Salvador Capital Afro. Circuito Osmar (Campo Grande
das 11h às 19h). Carnaval fora de época no Centro da Cidade, com nove trios tocando apenas samba da Bahia, reunindo cerca de 800 mil de pessoas.

A Caminhada do Samba é um projeto que abre a alta temporada de eventos do Verão de Salvador. Atualmente, é um desfile dos mais tradicionais blocos de samba do Carnaval em celebração ao Dia do Samba. A Caminhada acontece no circuito do Carnaval – Campo Grande – Castro Alves. Ocorre dentro do circuito do carnaval de Salvador (circuito Osmar), com a participação dos grupos de Samba de Salvador e dos Grupos de Samba de Roda do Recôncavo Baiano, Instituições carnavalescas (Blocos de Samba de Salvador), garantindo a preservação do samba de roda do Recôncavo Baiano, como obra prima do Patrimônio da Humanidade pela UNESCO para Educação, Ciência e Cultura.

30 de novembro – Scream Festival

Festival de inovação e criatividade, que ocorre tradicionalmente na cidade, desta vez terá também um enfoque no público negro e nas suas potencialidades.

 

Saiba mais sobre

A extensa programação dará uma dimensão muito maior ao mês de novembro, como forma de valorizar e enaltecer a cultura africana na capital baiana. As atividades envolvem toda a comunidade negra da nossa cidade e vão desde festivais, inclusive com festival internacional, com apresentações musicais de arte, de dança, com empreendedorismo, tecnologia, inovação, exposições e inauguração de equipamentos importantes, como o Muncab.

A intensa programação visa estabelecer novembro como mais uma temporada essencial para se estar na capital baiana, um novo período de alta estação em Salvador, com base 100% no afroturismo. O objetivo é fazer da capital o principal destino do mundo da cultura negra diaspórica. A secretária municipal de Reparação (Semur), Ivete Sacramento, disse que, muito além de fomento ao afroturismo, o calendário traz dignidade a quem mantém a cultura negra na cidade.

“Devo dizer que a gente está vivendo hoje um momento de verdadeira reparação para a área cultural e para quem vive de cultura negra em Salvador. Esse é um momento especial, porque a Prefeitura entrega um dos seus principais compromissos quando assinou o Estatuto da Igualdade Racial de Salvador: que é reconhecer, valorizar e dar fomento às instituições de cultura negra desta cidade. Isso é devolver à comunidade o que ela nos dá, algo que só existe em poucas cidades do Brasil, e Salvador é uma delas”, afirmou.

Nota: matéria baseada na reportagem de Thiago Souza e Vitor Villar / Secom PMS. Texto na íntegra neste link.

Agenda

Nenhum evento encontrado