Histórias dos bairros de Salvador: Gamboa

Salvar nos favoritos

Um paraíso de beleza e um dos melhores passeios por Salvador

Solar do Unhão, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

A Gamboa – que abriga comunidades do Solar do Unhão e da Gamboa de Cima e de Baixo – é margeado pela Avenida Contorno e é abraçado pela Baía de Todos os Santos. Não, isso não é exagero. Os moradores dessas localidades têm como vista permanente a calmaria do mar. Para os correios e para o Google, estes locais fazem parte do bairro Dois de Julho, mas para os moradores e frequentadores, este pedaço de terra é uma cidade em si.

O passeio tem que começar pelo Solar do Unhão, que integra o Museu de Arte Moderna. Além da praia do MAM (praticamente dentro do Parque das esculturas do MAM), o entorno do local recebe no verão o projeto Jam no MAM, que promove shows de jazz no pôr do sol. Por lá, também é possível ver grafites do MUSAS, Museu de Street Art de Salvador, colorindo paredes, muros e fachadas da comunidade.

Dentro da comunidade do Solar do Unhão tem o querido restaurante de Dona Suzana, com a sua clássica moqueca de arraia (e carinho para dar e vender). Na Gamboa, tem o Bar de Mônica, que além de uma comida deliciosa, tem um píer com vista infinita para a Baía de Todos os Santos. Existem duas formas para chegar à Gamboa: de barco ou a pé pela Rua dos Ingleses. Toda essa área é um convite à prática de esportes náuticos a exemplo do stand-up paddle (SUP), principalmente saindo da “praia das pedrinhas”, como é conhecida a praia do Solar.

A Gamboa fez parte do primeiro espaço habitável de Salvador pela proximidade do antigo porto na região do Comércio. Em 1962, a construção da Avenida Lafayete Coutinho, a Contorno, definiu os limites do bairro entre Gamboa de Baixo e Gamboa de Cima. Ambas ficam coladas no também tradicional bairro Dois de Julho.

Os resquícios do Forte São Paulo compõem o cenário da Gamboa de Baixo. Ele surgiu como parte do plano de defesa da cidade e foi inaugurado em 1722. A fortaleza, hoje em ruínas, é o local escolhido pela comunidade para a realização de alguns encontros e atividades da comunidade. Conheça mais sobre a Gamboa: um dos melhores passeios de Salvador.

Cultura forte

Próximo à Avenida Carlos Gomes, colado ao Largo dos Aflitos está um dos mais importantes espaços culturais de Salvador: o Teatro Gamboa. Apesar de pequeno em tamanho – tem apenas 80 lugares – sedia importantes espetáculos e exposições da cidade. Na sua fronteira, está localizado o Passeio Público de Salvador, onde encontramos o tradicional Teatro Vila Velha e o suntuoso Palácio da Aclamação do Governo. O Passeio Público tem vista para o bairro da Gamboa e a Baía de Todos os Santos.

Praia de pedras

Imagine uma praia privativa, com uma vista única para o pôr do sol na Ilha de Itaparica e que no lugar da areia, tem pedrinhas. Adicione pessoas interessantes circulando, barquinhos na beira do mar para possíveis passeios de curta distância e SUP para os esportistas. Pois esta pérola encontra-se entre o Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM) e a encosta do Campo Grande. A prainha da Gamboa de Baixo (ou do Solar do Unhão), como passou a ser chamada pela comunidade local, é parada obrigatória para quem visita Salvador. A praia – que oferece um banho de mar tranquilo – é ótima para tirar fotos de recordação do passeio.

Ali do lado, praticamente dentro do Parque das Esculturas do MAM, está a Prainha do MAM. Essa faixa de areia, que fica entre o Museu de Arte Moderna da Bahia e o Bahia Marina, tem uma pequena enseada de águas calmas e cristalinas. Sensação do momento, o local é frequentado por moradores, turistas e principalmente jovens descolados, o que o transformou num dos points de maior burburinho dos últimos tempos. Coisas de Salvador! Onde mais você iria achar uma praia dentro de um museu, não é mesmo?!

Prainha do MAM

Comida boa

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Re-Restaurante de D. Suzana (@donasuzanarerestaurante) em

A Gamboa tem preciosidades gastronômicas da Bahia para todos os gostos e “moods”. Na parte de cima do bairro, o Restaurante Chez Bernard, localizado na Rua Gamboa de Cima, é o primeiro restaurante francês da cidade. Inaugurado pelo francês Monsieur Bernard Goethals em 1963 é referência na culinária internacional.

A comida regional, contudo, é a mais famosa da região. Dois locais se destacam: o Bar de Mônica e o ReRestaurante Dona Suzana. Ambos são especializados em frutos do mar, com destaque para as moquecas. Dona Suzana, inclusive, foi personagem da série Street Food da Netflix, falando sobre sua paixão pela comida que atrai turistas e baianos.

O bar A Novidade também vale a visita. Aberto no verão de 2019, ficou conhecido por suas boias coloridas, o peixe frito, a laje com cadeiras de frente para mar e por ser de dois integrantes do MUSAS, Museu de Street Art de Salvador.

O Mapa da Moqueca em Salvador

Ivete, Anitta e Netflix se renderam aos encantos do bairro

A região é a queridinha dos famosos para gravar produções audiovisuais. Recentemente, a praia da Gamboa foi cenário para a gravação do single Bola Rebola, da cantora Anitta, e também de cenas da novela Segundo Sol, da TV Globo. A Netflix também gravou por lá um episódio da série Street Food, mostrando as delícias da gastronomia do local.

Vizinha da comunidade, a cantora Ivete Sangalo não abre mão de, vez por outra, experimentar as delícias gastronômicas da Gamboa e também de praticar SUP com seu marido Daniel Cady. Os dois, inclusive, começaram a namorar após se encontrarem no mar da Gamboa.

A Gamboa de Baixo e a comunidade do Solar do Unhão têm uma profusão de atividades culturais e comerciais. Procure a associação de moradores e saiba mais.

Bar da Mônica Gamboa de Baixo, Salvador, Bahia. Foto: Amanda Oliveira.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
10
Seu bolso

Outras experiências

Agenda

26
nov
27
nov
28
nov
30
nov
01
dez
02
dez
03
dez
Ver mais em Agenda