Conheça 9 alternativas para dias chuvosos em Salvador

Salvar nos favoritos
Galeria RV, no Rio Vermelho. Foto: Assessoria

Não deixe que a chuva estrague seu passeio

Tenha sempre um plano B para fazer coisas legais pela cidade mesmo em dias chuvosos

O clima de Salvador é tropical, caracterizado por altas temperaturas, alta umidade e águas sempre mornas, o que faz da cidade destino de viagens o ano todo. A quantidade de chuvas é menor durante o verão, tendo os meses mais chuvosos entre abril e agosto. Se você está na cidade neste período, não se preocupe pois as chuvas aqui são fortes, mas a qualquer momento as nuvens podem se dissipar e abrir um céu azul.

Acostume-se a ver arco-íris no céu porque a “brincadeira” é mais ou menos assim: chove. Vem o vento e tira a nuvem. Abre o sol, e vem o arco-íris. O vento traz a nuvem. Chove. Vem o vento e tira a nuvem. Abre o sol, e vem o arco-íris…. e assim pode seguir o dia todo! Este roteiro tem nove alternativas pela cidade para te abrigar na hora da chuva, recheando seu dia de diversão e cultura.

1. Aproveite para relaxar

Wellness SPA no FASANO hotel. Foto: assessoria.

O Hotel Fasano Salvador, nasceu a partir da harmonização entre o estilo sofisticado do Grupo com a atmosfera descontraída de Salvador. E olha que legal: o Spa é uma atração à parte que, além dos hóspedes, pode ser usufruído também por passantes que queiram aproveitar os serviços do Wellness SPA, com hora marcada.

São serviços como rituais que revitalizam o corpo e a mente para garantir total bem-estar. Com três salas de massagem e sauna úmida (fechada provisoriamente por conta dos protocolos de prevenção ao covid19), o espaço é assinado pela massoterapeuta e terapeuta holística Fabrícia Nogueira, que elaborou um menu exclusivo de tratamentos para a experiência baiana.

Serviço
Fasano Salvador
Centro Histórico, Salvador – BA.
Telefone: (71) 2201-6300
Wellness Spa Fasano Salvador- Atende com hora marcada.
Funcionamento: de segunda a sábado, das 10h às 20h (último horário começando às 19h). Aos domingos, de 10h às 18h (último horário começando às 17h).
Restaurante Fasano – Atende hóspedes e visitantes, com hora marcada ou não. Serve café da manhã, almoço e jantar.
Não tem Day Use.

2. Cidade da Música da Bahia

Cidade da Música da Bahia faz um verdadeiro resgate histórico e cultural da música produzida no estado. Todo o acervo do museu é 100% audiovisual e o espaço oferece serviço de wi-fi gratuito. Possui 1.914,76 m² de área construída e quatro pavimentos, conta com 750h de conteúdo e fica localizado em um casarão histórico, construído em 1851, no bairro do Comércio.

O museu dispõe de informações sobre a história da música e dos artistas baianos. Para consumir o conteúdo, basta estar com o celular em mãos, ler o QR Code e seguir as instruções. Também fazem parte da lista de atrações os entretenimentos educativos, como os três estúdios de gravação de clipes karaokê, onde o visitante escolhe um fundo gráfico e, ao final, tem seu clipe pronto para postar em redes sociais; sala do “Rap e Trap”, no qual o visitante pode recitar seu rap ou poesia; quiz Game (perguntas e respostas sobre a música baiana, baseadas na exposição) e muito mais.

O museu ainda tem sala especial de demonstração de um set de percussão, onde as pessoas sentam em volta da mesa central. Um monitor do espaço cultural faz uma aula show com a participação final de todos os visitantes. Essa mesma sala está desenhada para ser um estúdio de gravação.

Serviço

Cidade da Música da Bahia
Instagram: @cidadedamusicadabahia
Endereço: Praça Visconde de Cayru, 19 – Comércio, Salvador – BA, 40015-170
Localização: o emblemático Casarão de Azulejos Azuis está próximo ao Elevador Lacerda e ao lado do Mercado Modelo, na Praça Cairu, Centro Histórico de Salvador.
Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 18h (entrada até 17h).
Valor do ingresso: R$20 (inteira) e R$10 (meia) – o benefício da meia entrada é extensivo a cidadãos residentes em Salvador, mediante comprovação de endereço.
Saiba mais neste link.

3. Carnaval o ano inteiro

Casa do Carnaval – livros que contam a história dessa grande festa. Foto: Fábio Marconi

Aproveite para conhecer toda a história da maior festa de rua do mundo, o carnaval! A “Casa do Carnaval” é um museu criado para contar a história da folia baiana. O espaço tem quatro pavimentos, um convite a uma viagem visual e sensorial, com diversos recortes temáticos da festa, relembrando transformações sociais e da formação da identidade baiana.

Tem maquetes, roupas e instrumentos emprestados por artistas da festa, fotos e documentos históricos e dois cinemas onde os visitantes poderão se caracterizar e aprender ritmos da festa com a ajuda de monitores. Várias projeções em vídeo também fazem parte do acervo e muito mais. Além disso, o terraço tem uma vista inspiradora da Baía de Todos-os-Santos. Dá para passar horas lá dentro. Imperdível.

Saiba mais neste link.

Serviço
Casa do Carnaval
Endereço: Praça Ramos de Queirós, s/n – Pelourinho, Salvador – BA, 40026-055
No Centro Histórico, ao lado da Catedral Basílica de São Salvador, entre o Terreiro de Jesus e a Praça da Sé.
Funcionamento: de terça a domingo, das 11h às 18h.
Ingressos: R$30 (inteira), R$15 (meia)

4. Tô na Praia da Barra, choveu, faço o que?

Entre agora mesmo no Farol da Barra! Lá dentro tem o fabuloso Museu Náutico, uma lojinha e um pátio amplo com visão completa para o mar. O Museu Náutico da Bahia conta com um acervo histórico formado por objetos de diversas épocas, alguns deles submersos por até 300 anos e que ajudam a compreender a relação do homem com o mar e da Bahia com o Farol. Também rola uma lojinha com produtos de Salvador.

Quando a chuva der uma trégua, vá até o topo do Farol, de onde se tem a visão 360º de Salvador. Do pátio, o visitante tem uma visão de 180° de toda a Baía de Todos-os-Santos. Não sei se você sabe, mas ali é o limite da baía, pois a partir do Farol, já é mar aberto.

Serviço
Museu Náutico da Bahia
Endereço: Forte de Santo Antônio da Barra – Largo do Farol da Barra, s/n – Barra, Salvador – BA, 40140-650
Funcionamento: todos os dias, das 10h às 18h.
Ingressos para o Museu Náutico
Turista: R$ 15,00 (inteira)
Estudantes, professores e idosos: R$ 7,50.
Grupos escolares: R$ 6,50 por aluno.
Moradores: R$5,00
Gratuidade: menores de 7 anos e deficientes físicos.

5. Casa do Benin

No coração do Centro Histórico, a Casa do Benin representa um pedaço da África, onde o intercâmbio de culturas de lá pra cá e daqui pra lá se cria. A Casa tem um acervo composto por cerca de 200 peças originárias do Golfo do Benin, colecionadas pelo fotógrafo francês Pierre Verger ao longo de suas viagens realizadas à África, para estudar os fluxos e refluxos entre África e Bahia.

Também possui peças relacionadas à cultura afrodiaspórica, doadas por artistas e instituições. O local é todo decorado por tecidos coloridos, que conferem mais cor e vida à Casa. Esta decoração é uma instalação da artista plástica e designer Goya Lopes, uma das pioneiras a trabalhar de maneira criativa com a moda afro-brasileira. Na sua próxima visita ao Pelourinho, conheça este lugar, faça chuva ou faça sol! Saiba mais neste link.

Serviço
Casa do Benin
Baixa dos Sapateiros, 7 – Pelourinho, Salvador-BA, 40025-005
Horário de funcionamento: terça a sábado, das 9h às 17h.
A entrada é gratuita
Telefone: (71) 3202-7890

6. Forte Santa Maria

Abriu o sol e você já foi correndo para a praia do Porto da Barra, mas só foi pisar na areia que a chuva chegou. Então corra para se abrigar no Forte Santa Maria! Ele abriga o Espaço Pierre Verger da fotografia baiana e o novo restaurante Mirante Santa Maria.

O Espaço Pierre Verger da Fotografia Baiana é umprojeto dedicado à valorização, reconhecimento e divulgação da fotografia baiana. Além do legado do etnólogo e fotógrafo franco-baiano Pierre Verger, tem o trabalho de mais 60 fotógrafos que nasceram ou fixaram residência na Bahia. Saiba mais neste link.

Quando a chuva parar, vá ao pátio do forte e aproveite para tomar um drink assistindo ao pôr do sol lindo dessa cidade.

Serviço

Espaço Pierre Verger – Museu da Fotografia baiana
Instagram: @espaçopierreverger
Local: Forte de Santa Maria, Porto da Barra, Salvador.
Funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 18h (entrada até às 17h).
Ingresso: R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia).
Gratuidade às quartas-feiras.
Mirante Santa Maria
Instagram: @mirantefortesantamaria
Horário de funcionamento: de quinta a domingo, das 17h às 23h.

7. Casa do Rio Vermelho

São mais de 30 horas de vídeos e projeções na Casa do Rio Vermelho. Ou seja, pode ser a tempestade que for, por quanto tempo durar, você vai ter o que fazer neste maravilhoso equipamento cultural de Salvador. É tanta coisa para ver e ouvir que é impossível conhecer toda a história do imóvel e do casal de escritores Jorge Amado e Zélia Gattai em apenas uma visita.

Os ambientes mantêm as características originais do imóvel e cada sala possui projeções com diferentes assuntos sobre a vida dos artistas.

Saiba mais neste link.

Serviço
Memorial A Casa do Rio Vermelho
Instagram: @casadoriovermelho
Endereço: R. Alagoinhas, 33 – Rio Vermelho, Salvador – BA, 41940-620
Funcionamento: de terça a domingo, das 10h às 17h.
Ingressos: R$ 20 (inteira) / R$ 10 (meia).
Contato: (71) 3333-1919.

8. Arte para espantar a chuva

A galeria RV Cultura e Arte é um “Oásis Cultural” no Rio Vermelho. Quadrinhos, Arte Contemporânea e exposições no bairro mais boêmio da cidade. Possui também uma seleção de quadrinhos e livros de artistas e autores baianos, incluindo publicações de seu próprio selo editorial. Quando a chuva parar, vá tomar uma cerveja no Largo de Santana, que é colado à galeria.

Serviço
RV Cultura e Arte
Instagram: @rvculturaearte
Data: de segunda a sexta, das 10h às 18h; e sábados, das 10h às 14h. Fechado aos domingos
Local: Av. Cardeal da Silva, 158, Rio Vermelho, Salvador.
Contato: (71) 33474929.
E-mail: contato@rvculturaearte.com

9. Museu da Gastronomia Baiana

Aqui, você se abriga da chuva, vivencia os saberes ancestrais da gastronomia e ainda se alimenta com uma boa comida baiana. O Museu da Gastronomia Baiana é pioneiro no Brasil e na América Latina. Tem como missão informar, valorizar e divulgar a comida da Bahia nos seus mais variados contextos, com foco no olhar patrimonial agregado ao olhar gastronômico.

Tem exposição de longa duração e exposição temporária (vitrine-homenagem) e no Restaurante-museu-escola o visitante pode experimentar um rico e variado cardápio de pratos salgados e doces que atestam as cozinhas que vão do Recôncavo até o Sertão. Saiba mais neste link.

Serviço
Museu da Gastronomia Baiana
Localização: Praça José de Alencar, 13/19 – Largo do Pelourinho, Salvador – BA
Funcionamento: de segunda a sexta, das 09h às 17h30. Sábados, das 09h às 15h.
Telefone: 71 3324.8118
Site: www.ba.senac.br/museu
E-mail: museu.gastronomia@ba.senac.br

Preparamos uma lista com músicas perfeitas para esta experiência. Ouça agora!

Por Fernanda Slama
Coordenadora de conteúdo


Casa do Carnaval - livros que contam a história dessa grande festa. Foto: Fábio Marconi

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
12

Outros Roteiros

Agenda

04
out
05
out
06
out
07
out
08
out
09
out
10
out
11
out
Ver mais em Agenda

Artigos