10 artistas que escolheram Salvador para viver

Salvar nos favoritos

De Ivete a Caetano: conheça a história deles com a cidade

Jorge Gauthier

Não é novidade que Salvador serve de inspiração para artistas de todo o Brasil e do mundo. Seja pelas belas paisagens, pela cultura, pela música, pela diversidade, seja pela conhecida alegria do povo soteropolitano, o fato é que muita gente não sai daqui por nada.

A lista de apaixonados, é claro, inclui famosos de outras cidades do país e também da Bahia que se entregaram às delícias de morar na terra de Todos os Santos. Pensando nas personalidades que não nasceram na capital baiana e hoje moram aqui, nós fizemos uma lista de 10 artistas que escolheram Salvador para viver. Confira.

1 ● Ivete Sangalo

Uma das maiores cantoras do Brasil, Ivete Sangalo, 47 anos, veio de Juazeiro para Salvador ainda muito nova, com 17 anos, e parece ter caído nas graças da capital. Ela mora desde 2006 em um apartamento duplex no Edifício Mansão Morada dos Cardeais, com entrada pelo bairro da Vitória. Nada mais nada menos que na “boca” do Circuito Osmar, no Campo Grande, o mais tradicional do Carnaval de Salvador. Estratégico, né?!

O apartamento fica na Avenida Contorno, uma das vistas mais bonitas de Salvador, e já virou ponto turístico. Não há um taxista, ou amigo de visitante, que não aponte para o prédio que mora a diva baiana e fale: “Olha! A Ivete mora ali”. Diga aí, você de fora da cidade: já teve essa experiência, certo?

A lista de casas em que Ivete morou na capital baiana ainda inclui a casa da irmã, Cynthia Sangalo, no Rio Vermelho; um apartamento na Federação e outro na Pituba.

Apesar de ter alugado uma casa no Rio de Janeiro para quando grava o The Voice Brasil e de passar algum tempo em sua casa de praia, na Praia do Forte, no município de Mata de São João, é em Salvador que a artista passa a maior parte do seu tempo. É lá também que, tradicionalmente, faz um show intimista para seus fãs no dia 27 de maio, quando faz aniversário.

“Eu sou filha de Salvador por escolha e coração. Eu gosto de Salvador por tudo que ela me oferece, em especial a sua mais pura e linda energia”, declarou Ivete, em 2014.

2 ● Caetano Veloso

Caetano Veloso. Foto Divulgação

Natural de Santo Amaro, cidade no recôncavo da Bahia, Caetano Veloso, 77 anos, já disse algumas vezes que considera Salvador a sua primeira cidade grande. O filho de dona Canô veio para a capital baiana há 60 anos, quando tinha apenas 17 anos. Apesar de ter outro apartamento em Ipanema, no Rio de Janeiro, é no seu apartamento do Morro da Paciência, no Rio Vermelho, que o cantor costuma passar o Verão.

Por aqui, Caetano reúne os amigos, principalmente no Ano Novo e em datas festivas como a Festa de Iemanjá, comemorada no dia 2 de fevereiro. É aqui, também, que o cantor está passando a quarentena.

“O Verão na Bahia! A verdade é que nunca deixei a cidade de todo: mantive a casa de Ondina com Dedé e, depois, comprei uma casa no Rio Vermelho com Paulinha. Sempre passei os verões aqui! A Bahia ocupa um lugar mais central dentro de mim”, escreveu ele em uma publicação em dezembro de 2019.

3 ● Mateus Aleluia

O artista Mateus Aleluia, 76 anos, ex-integrante do trio baiano Os Tincoãs, é uma das vozes mais poderosas da música afrobrasileira. Nascido em Cachoeira, cidade do recôncavo baiano, ele passou 20 anos morando em Angola, na África, e desde 2002 mora em Salvador.

Ele frequentemente é visto zanzando pelas ruas do Santo Antônio Além do Carmo, um dos bairros mais antigos da cidade. Mas é no boêmio Rio Vermelho que o artista mora.

4 ● Alinne Rosa

Alinne Rosa. Foto: divulgação.

Natural de Itabuna, no Sul do estado, a cantora Alinne Rosa, 38 anos, deixou a terra natal rumo à capital baiana ainda na adolescência para se arriscar na carreira artística. Após mais de 20 anos na capital, ela diz que é apaixonada por Salvador.

“Eu sou apaixonada por essa cidade que me pegou pelo coração quando cheguei aqui, ainda na adolescência. No começo foi difícil. Não tinha dinheiro nem para pagar um ônibus, mas andava pelas ruas admirando a beleza da cidade, sonhando com dias melhores. Que bom que eu não desisti de Salvador e nem ela desistiu de mim. Hoje, toda a minha família mora aqui e somos felizes”, declarou Alinne, em 2016.

Atualmente, Alinne mora em uma cobertura próximo ao hotel Zank, no Rio Vermelho, com seu cão golden retriever Bolo de Rolo. É lá que ela está isolada nesta pandemia. “O Rio Vermelho tem tudo que eu gosto. Vida noturna, belezas naturais, todo tipo de gente. É um bairro vivo, pulsante, colorido. Para mim, é o lugar mais especial de Salvador. Traduz bem o jeito de ser do soteropolitano”, disse a ex-vocalista da banda Cheiro de Amor.

5 ● Luiz Caldas

Luiz Caldas. Foto: divulgação

Um dos nomes mais importantes da música brasileira, o cantor e compositor Luiz Caldas, 57 anos, nasceu em Feira de Santana, morou em Vitória da Conquista e depois veio para Salvador, onde formou a banda Acordes Verdes. É aqui que ele vive até hoje.

“Essa terra é maravilhosa, tem identidade própria e emprestou essa identidade para o restante do país”, disse o artista, que já compôs inúmeras músicas inspiradas na capital baiana.

Uma delas é a canção Muito Prazer! Meu nome é Salvador, lançada em 2017. Um dos trechos da canção diz: “Salvador é mistério. É paixão imediata. É o simples e o complexo. Faz poesia com seu verso. É o meu bem-querer”.

O multi-instrumentista e produtor brasileiro tem um estúdio na casa onde mora, no bairro Caminho das Árvores. Por lá, o pai do Axé mantém uma produção frenética e lança cerca de dez músicas por mês.

6 ● Pablo

Agenor Apolinário dos Santos Neto, mais conhecido pelo nome artístico Pablo, 34 anos, nasceu em Candeias, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e veio para a capital baiana depois da fama. Hoje, o Rei da Sofrência mora em uma mansão em Alphaville.

É em sua casa, no condomínio de luxo na Avenida Paralela, que o artista está passando a quarentena. Ele, inclusive, gravou seu último clipe, Notícias da TV, dentro de casa. A aposta do cantor para o “hit da quarentena” traz Pablo contracenando, à distância, com uma modelo.

7 ● Adelmario Coelho

Adelmário Coelho. Foto Divulgação

Um dos principais representantes do autêntico “Forró Pé-de-Serra”, o baiano Adelmario Coelho é original de Barro Vermelho, no distrito de Curaçá, ao norte da Bahia, e mora em Salvador desde os 17 anos. Mudou-se para cá nos anos 1970, onde serviu o exército, rodou táxi e foi técnico de segurança do Pólo Petroquímico por 20 anos.

Tudo isso antes de começar a tocar de forma amadora em bares da capital baiana, principalmente no bar Uauá, localizado no bairro de Itapuã. Hoje, Adelmario vive em um apartamento no Alto do Parque, região do bairro do Itaigara.

Apesar de ser original de Barro Vermelho, a cerca de 600 km da capital, Adelmario afirma ser “natural de Salvador” e fala com carinho da cidade onde mora com a esposa, Marinalva Coelho, filhos e netos.

“A cidade me acolheu muito bem. Passei a minha vida toda aqui e gosto muito do povo. O público é meu melhor patrimônio”, disse Adelmario.

8 ● Mabel Velloso

Mabell Veloso. Foto reprodução

Nascida em Santo Amaro da Purificação (BA), a escritora, compositora e educadora baiana Mabel Velloso, 86 anos, veio morar em Salvador há quatro décadas. Irmã mais velha de Caetano Veloso e Maria Bethânia, a escritora se tornou conhecida também como poetisa – já teve vários dos seus poemas musicados.

Mabel escolheu o bairro do Tororó, em Nazaré, para morar. Foi lá, aliás, onde o pai, Zeca, alugou um apartamento para Caetano e Bethânia estudarem. A escolha se deve ao fato de o local tem ares interioranos, semelhantes ao encontrado em sua terra natal. É na rua José Duarte, na avenida Joana Angélica, perto do Hospital Martagão Gesteira, que Mabel reside.

A escritora tem um carinho especial pelo Dique do Tororó: “Me acostumei também com uma magia que entra em mim por morar perto das águas do Dique”.

9 ● Paulinho Boca de Cantor

Cantor Paulinho Boca de Cantor Foto divulgação.

Um dos integrantes do grupo Novos Baianos, Paulinho Boca de Cantor, 73 anos, nasceu no pacato município de Santa Inês, no Centro-sul baiano.
O cantor e compositor mudou-se para Salvador no final dos anos 1960 e, desde então, mora na capital baiana. Paulinho mora atualmente no Jardim Armação, bairro totalmente margeado pela praia.

Desde 1975, o artista participa do carnaval da Bahia com o Trio Elétrico Os Novos Baianos. Também é um dos fundadores da Associação Baiana dos Artistas Independentes (ABAI), entidade que representa cantores e compositores perante órgãos públicos e empresas privadas.

10 ● Wilson Aragão

Wilson Aragão. Foto reprodução

Com 40 anos de carreira, cinco discos lançados e músicas gravadas por grandes artistas nacionais e internacionais, o cantor e compositor baiano Wilson Aragão, 70 anos, é natural de Piritiba, município localizado na Chapada Diamantina.

Com a separação dos pais, foi para São Paulo, trabalhar e fazer faculdade. Com a gravação de Raul Seixas, a canção “Capim Guiné” foi sucesso em todo Brasil. A partir daí, Aragão ganhou o mundo.

Após fazer shows e divulgar seus trabalhos em rádios e televisões por todo o país, o poeta-cantador fincou-se em um prédio na Praia do Jardim de Alah, no bairro do Costa Azul, em Salvador, onde mora até hoje.



Experiências em Salvador

Agenda

30
set
01
out
02
out
03
out
05
out
06
out
07
out
Ver mais em Agenda