Wakeboard em Salvador

Salvar nos favoritos

Melhores locais, custo e como praticar: saiba tudo sobre o esporte

Capital baiana é considerada um dos melhores locais para praticar o esporte

Wakeboard em Salvador. Bahia. Foto Eduardo Silva divulgação.

Apreciar a Baía de Todos os Santos ou a orla de Salvador já é bom. Agora, imagine fazer isso a 30km por hora, sendo puxado por uma lancha e tomado pela adrenalina ao realizar manobras radicais. Esse é o sentimento de quem pratica wakeboard na capital baiana.

Para quem está escutando falar sobre a atividade pela primeira vez, uma breve explicação. Nesse esporte, o praticante sobe numa prancha que é puxada por uma lancha. Dessa forma, o wakeboarder, conectado ao barco através de um manete, realiza manobras nas ondulações deixadas pela embarcação após entrar em contato com a água.

O administrador Eduardo Silva, 42, já teve uma escola de wakeboard em Salvador, a WakeBahia (Instagram @wakebahia), por seis anos, mas teve que fechá-la, por questões pessoais e profissionais, em 2018. Nesse período ele transmitiu a sua paixão pelo esporte a mais de 5 mil alunos.

“É um esporte sensacional, que eu indico a todos. Não tem nenhuma contraindicação. Eu mesmo já ensinei a pessoas de 8 a 60 anos. É só encontrar o ritmo certo que todos se divertem”, disse Eduardo.

E Salvador, com seus 50km de orla, é uma das melhores cidades para se praticar o esporte. Mas, segundo o especialista, os dois melhores locais estão em Paripe, na Baía de Aratu, e nas proximidades da Marina, na Avenida Contorno. ’Além do pouco trânsito de embarcações nesses locais, lá tem águas calmas, ideais para a prática do esporte”, analisa.

O material para praticar o esporte custa a partir de R$ 2,5 mil, em média. Adquirido o equipamento, será necessário alugar uma lancha. A diária de uma embarcação arrendada custa, em média, R$ 1,5 mil.

Cinco dicas para quem quer praticar wakeboard em Salvador

1 – Procure um lugar com águas calmas. Quem faz a onda é a lancha e não o mar
2 – Sempre comece a praticar com alguém mais experiente que você
3 – Se possível, utilize uma lancha apropriada para o wakeboard
4 – Sempre leve um kit de primeiros socorros
5 – Pratique o esporte longe de lugares rasos, banhistas ou pedras

Wakeboard em Salvador. Bahia. Foto Eduardo Silva divulgação.

1
2
3
3
Seu bolso

Outras experiências

Agenda

03
mar
04
mar
05
mar
06
mar
08
mar
09
mar
10
mar
Ver mais em Agenda