O picolé Capelinha

Salvar nos favoritos

Olhe o Capeliiiiiiinha, sabor da fruta!

Tradicional picolé Capelinha volta a ser vendido, com visual novo e sabor de sempre

Picolé Capelinha. Salvador Bahia. Foto divulgação.

Sol, praia, cervejinha na mão e um silêncio somente interrompido pelos berros de um ambulante anunciando: “Olha o Capelinha! Tem de coco, tapioca, amendoim!” E a lista seguia por uma variedade quase infindável de sabores. Esta cena, que até pouco tempo atrás pertencia apenas à nostalgia dos baianos, voltou a ser vista nas areias soteropolitanas, após o retorno ao mercado do mais saboroso e tradicional picolé da terra.

Foi oficialmente um ano fora do mercado, mas já era difícil encontrar um original da marca fazia tempo. Os ambulantes trocaram a tradicional por concorrentes, mas seguiam anunciando a iguaria como “Capelinha”, tal o prestígio da grife.

No período de portas fechadas, a Capelinha se reinventou. A tradicional forma de apresentação nos isopores dos picoleteiros, sem embalagem e com os palitos à mostra, ficou para trás. As delícias agora virão embaladas com um embrulho lapidado com a nova identidade visual da marca, que conta com uma fonte exclusiva e cores mais vibrantes, representando os sabores, o calor e o verão.

As não menos importantes paletas também mudaram. Elas seguem sendo feitas com madeira reflorestada, mas agora contam com 10 frases que representam a originalidade das gírias baianas como “ó o gelo” ou “não aperte minha mente”.

A Capelinha garante: o sabor será o de sempre

Neste primeiro momento, estão disponíveis 13 sabores: amendoim, coco, cajá, mangaba, umbu, tapioca, goiaba, maracujá, chocolate, doce de leite, morango, açaí e cupuaçu.

“O objetivo foi dar um tempo para modernizar a empresa, se aperfeiçoar e retornar com uma capacidade ainda maior de produção, inclusive a questão do maquinário e do atendimento ao público”, explicou Natália Freitas, head de comunicação e marketing da Capelinha, sobre o “período sabático”.

Os picolés estão disponíveis para compra na loja tradicional da Capelinha de São Caetano e em lojas físicas na Pituba, Itapuã e Barra (confira os endereços e horários de funcionamento no fim da matéria). Também podem ser encomendados via ifood e pelo WhatsApp, através do “Zapelinha” (71) 9 9711-9099. Além disso, claro, os picolés também podem ser encontrados com ambulantes nas praias e ruas de Salvador. Só certifique-se de que se trata de um Capelinha original.

Onde comprar Capelinha:

Capelinha de São Caetano – Padre Antônio Vieira, 104 (seg a sáb, de 7h às 17h e domingo, de 7h às 14h).
Pituba – Rua Piauí, 143 (todos os dias, de 8h às 19h).
Itapuã – Rua Aristides Milton, 7 (todos os dias, de 8h às 19h).
Barra – Marquês de Caravelas, 247 (todos os dias, de 8h às 18h).
Link ifood: https://bit.ly/delivery-Capelinha
Zapelinha: (71) 9 9711-9099.
Informações sobre revenda: wa.me/55 (71) 9660-9190

Picolé Capelinha. Salvador Bahia. Foto divulgação.

1
2
3
4
4
Seu bolso
Localização
R. Padre Antônio Viêira, 104 - Capelinha, Salvador - BA, 40395-200

Outras experiências

Agenda

27
maio
28
maio
29
maio
30
maio
31
maio
01
jun
02
jun
03
jun
Ver mais em Agenda