Jardim Botânico de Salvador

Salvar nos favoritos

Um espaço de lazer, pesquisa, preservação e contemplação

Jardim Botânico de Salvador. Bahia. Foto VAlter Pontes SECOM.

No meio de uma grande cidade como Salvador, existe um oásis de árvores enormes, linda vegetação e muitos pássaros, refúgio perfeito que está disponível à visitação do público. O Jardim Botânico de Salvador é uma importante área de estudo, manutenção e conservação da Mata Atlântica na capital baiana.

A requalificação do Jardim Botânico de Salvador, situado no bairro de São Marcos, no miolo da cidade, tem uma beleza natural muito impactante, que estava por anos abandonada. O projeto tem como objetivo a ampliação da estrutura física atual e, em especial, a proteção do herbário existente no local.

O espaço tem cerca de 61 mil espécies vegetais em 160 mil metros quadrados de área. As pessoas podem consultar as espécies, não só da Mata Atlântica mas também do Cerrado e Caatinga. É praticamente um laboratório vivo. Esse fragmento de mata está aqui desde o início da nossa história. No local também estão em exposição, para entrega aos visitantes, algumas mudas de espécies nativas frutíferas, utilizadas na culinária e medicinais, a exemplo do Cajueiro, árvore de Aroeira, Pitanga e Urucum.

Bora para o mato

A trilha elevada de 795m de extensão pela mata é delimitada por guias de concreto e, ao final, encontra-se um pavilhão revestido com madeira. A antiga caixa d’água foi recuperada e foi transformada em uma obra de arte, após intervenção do artista plástico Bel Borba.

O viveiro de plantas também passou por intervenção, sendo criado a partir daí um pavilhão de observação da natureza. O entorno tem paisagismo com grama e vegetação nativa da mata existente em mais de 4 mil m².

Estrutura – Se liga em tudo que você pode ver neste passeio

Já na entrada, a guarita de acesso possui fachada vegetal, além da pavimentação asfáltica. O acesso conta com novos postes de iluminação em LED e área de estacionamento. Com área total construída de 2,2 mil m², o prédio principal possui quatro pavimentos.

No subsolo, são encontrados vestiários, copa, depósito, estufa, sala de ar condicionado e sanitários. No andar térreo está o auditório com capacidade para 47 pessoas, conectado com o foyer. Conta ainda com o espaço semicoberto para atividades diversas com arquibancada. O ambiente digital com expositivos voltados à educação ambiental, além de hall de exposições e sanitários, também fazem parte deste andar.

O primeiro pavimento tem área vegetal descoberta, de onde é possível avistar a copa das árvores, ou seja, a parte aérea da vegetação local. Também estão no primeiro andar o setor de programas e pesquisas, laboratórios, setor de coleções vivas, setor de acervo científico, salas administrativas, sala de curadoria, herbário, espaço de reuniões, copa/café e sanitários. Por fim, a cobertura vegetal possui área calçada, que permite o acesso e vista para a área externa.

Você sabe o que é Etnobotânica?

Por etnobotânica, entende-se o estudo das relações das sociedades humanas com a flora local. No caso da Bahia, essas relações estão fortemente presentes. O Jardim Botânico de Salvador é uma das áreas da cidade que abrigam um espaço etnobotânico, voltado à proteção e ao cultivo de espécies utilizadas em cultos afro-indígena-brasileiros, além de vegetais ameaçados de extinção.

Serviço

Jardim Botânico de Salvador
Av. São Rafael, s/n – São Marcos, Salvador – BA, 41253-245
Funcionamento: de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Tem estacionamento no local.
Importante: Para evitar aglomerações devido à pandemia de Covid-19, não serão agendadas visitas com turmas ou grupos escolares.

Jardim Botânico de Salvador. Bahia. Foto VAlter Pontes SECOM.

1
2
3
4
5
5
Seu bolso
Localização
Av. São Rafael, s/n - São Marcos, Salvador - BA, 41253-245

Outras experiências

Agenda

20
abr
21
abr
22
abr
23
abr
24
abr
26
abr
27
abr
Ver mais em Agenda