Histórias dos bairros de Salvador: Candeal

Salvar nos favoritos

Um exemplo de sinergia e empoderamento social

Escadarias do Candeal. Foto: Amanda Oliveira.

Uma comunidade matriarcal, com forte herança africana, criada a partir da união de Manuel Mendes e Josefa de Santana, negra liberta da Costa do Marfim, que chegou ao Brasil em 1769. Ela chegou aqui em busca dos parentes que vieram escravizados. Conta a história que a família comprou a “Roça Candeal Pequeno” , local que, posteriormente, se tornou um “quilombo urbano”, onde Dona Josefa comprava e libertava negros e acolhia os fugitivos.

O Candeal é uma das mais antigas comunidades de Salvador, Bahia. Seu nome tem origem na existência da planta candeia, que no início da formação do bairro, por volta do século XVIII, era abundante na região. Formando-se como uma comunidade de características quilombolas, o Candeal nunca perdeu sua estreita relação com as influências e a cultura africana, assim como guarda como marca de sua história a resistência e solidariedade herdada de seus fundadores.

As ruas são estreitas e sinuosas, com muitas casas coloridas e de tradição perpetuada através da música, da cultura, da gastronomia e da religião.

Candeal. A Bica. Foto: Amanda Oliveira.

No Candeal, o visitante faz um “turismo de vivências”: entra na comunidade e faz uma imersão cultural, almoça em um restaurante local (Dona Madalena, mãe de Carlinhos Brown, serve uma moqueca superfamosa por lá), compra produtos feitos ali, com a essência local, além de poder ir durante os festivais internacionais de música promovidos pela Pracatum.

Carlinhos Brown nasceu no Candeal. Foi neste bairro que ele e percussionistas de todos os cantos, encantos e axés, se juntaram para criar ritmos inéditos, que hoje são referências para todo o Brasil e vários países do mundo. Carlinhos plantou sementes, e o bairro germinou esperança. Lá, surgiu o Candyall Guetho Square, um espaço multicultural que recebe e promove shows e eventos culturais e que fez e faz história em Salvador. Quando foi lançado, surpreendeu a cidade em peso! “Vamos dar a volta no Gueto?” Sim, é lá a origem disso tudo!

Associação Pracatum Ação Social: transformação através do ritmo

A turma de percussão do professor Jair Rezende, no Pracatum, no Candeal. Foto: Amanda Oliveira.

Foi através da percussão que Carlinhos Brown ganhou o Brasil e o mundo. Identificando o potencial criativo do Candeal e o dinamismo do local e de seus moradores, Brown iniciou seu trabalho educativo através da fundação da Associação Pracatum. Desde 1994 até hoje, a Pracatum, a partir do ensino do tambor, contribui para que o Candeal seja um lugar de vidas de qualidade onde seus saberes e demandas sejam honrados.

O trabalho de Carlinhos Brown viabilizou o surgimento de diversos grupos musicais como a Timbalada, um dos mais importantes nomes da cultura afro-baiana, orgulhosamente do Candeal Pequeno de Brotas para o mundo! A Pracatum Escola de Música e Tecnologias já formou mais de 2 mil músicos, entre eles, integrantes da banda Timbalada.

Timbalada

Hoje, a instituição desenvolve suas ações sustentadas nos pilares de Educação, Cultura e Desenvolvimento Comunitário, através dos projetos “Escola de Música e Tecnologias”, “Tá Rebocado”, “Pracatum Inglês”, para crianças e adolescentes, entre muitos outros projetos de engajamento não só dos moradores, mas de jovens de toda a cidade. Além disso, oferece cursos profissionalizantes para jovens e adultos.

Pracatum

Onde todos os sons levam ao Candeal Pequeno de Brotas

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Candyall e Tal (@candyalletal) em

O “Candyall e Tal” é conhecido na cidade por trazer excelente programação cultural para o Candeal. Por lá, já aconteceram shows de BaianaSystem, Carlinhos Brown com participação de Saulo, Bnegão Trio, Ministereo Público, Patubatê, entre muitos outros.

O evento é um festival de arte urbana, normalmente com três dias de intensa movimentação nas ruas do bairro. Música, gastronomia e artesanato dialogam.

A ideia do festival é potencializar a atmosfera musical do bairro e convidar a cidade para conhecê-lo. Ao celebrar a pulsação artística do Candeal, o Candyall e Tal propõe a fusão de ritmos criados no bairro.
A programação é diversa e aberta ao público, movimentando as ruas do Candeal, incluindo Feira de Artes e Gastronomia e apresentações musicais em espaços que são símbolos locais, como a Escadaria do Zé Botinha, Bica e Praça das Artes.

Quando for passear por lá

A música Dandalunda, composta por Carlinhos Brown, interpretada por Margareth Menezes, conta bastante da história do bairro. Que tal colocar na sua playlist durante o passeio?

A Bica do Candeal, que é praticamente um Cartão Postal ou Recepção da Comunidade do Candeal, passou por uma reforma geral. O espaço serve como área de lazer para toda a comunidade, além de receber programação cultural durante os festivais locais. Outras duas paradas que não podem faltar são a Escadaria do Zé Botinha e o anfiteatro, na Praça das Artes. É só caminhar pelo bairro que você acha tudo.

Serviço

Localização
O bairro do Candeal se divide em duas partes: O Alto Candeal, com prédios de classe média, e o Candeal Pequeno, sobre o qual contamos a história aqui. É vizinho dos bairros Itaigara, Brotas, Pituba, Santa Cruz e Rio Vermelho.

Saiba mais sobre a Associação Pracatum Ação Social
Funcionamento: verificar agenda mensal.
Endereço: Rua Paulo Afonso, 295 – Candeal, Salvador
Telefone: (71) 3276-4255 (ligue antes de ir)

Candeal. Candyall Gheto Square. Foto: Amanda Oliveira.

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
18
Seu bolso
Localização
R. Paulo Afonso, 295 - Brotas, Salvador - BA, 40296-340

Outras experiências

Agenda

30
set
01
out
02
out
03
out
05
out
06
out
07
out
Ver mais em Agenda