Casarão do Alto

Salvar nos favoritos

Festas de casamentos inesquecíveis acontecem no alto daquela colina

De frente para o mar de águas claras e com vista para um lindo pôr do sol, descubra este esconderijo no Subúrbio de Salvador

Casarão do Alto. São Tomé de Paripe. Salvador Bahia. Foto Og Cruz.

No alto de uma colina, com vista exuberante para o mar, está o Casarão do Alto, um lugar para celebrações de felicidade. A chácara recebe festas de casamentos e outros eventos, além de ser um mirante em si: de lá, o pôr do sol é inesquecível. Este pedacinho de paraíso fica em São Tomé de Paripe, no Subúrbio Ferroviário de Salvador.

Artur Marques, dono e administrador, conta que o Casarão do Alto fica em um lugar com uma história bacana e muito antiga. Primeiro, por estar no alto da Igreja de São Tomé de Paripe, construída em 1552, o que faz dela uma das igrejas mais antigas de Salvador (uma das poucas igrejas da cidade com vista para o mar). Isso faz todo sentido, já que o local é a entrada da Baía de Todos os Santos e os portugueses, na época, construíam as edificações no seu entorno. Foi ali também que, há cem anos, nasceu um político muito popular na cidade, o Major Cosme de Farias (de tal importância política, o plenário da Câmara de vereadores de Salvador leva o nome dele).

Histórias dos bairros de Salvador: Paripe

O local está em um pedacinho de Mata Atlântica, verdadeiramente preservado. A casa é linda, com uma área interna acolhedora. Lá fora, a natureza é a grande estrela, com um gramado amplo, coqueiros, e uma escada que dá acesso à praia de São Tomé de Paripe. O portão exclusivo também dá acesso à mata, sobre a qual existe um projeto para a criação de uma trilha que fará parte de um programa de educação ambiental, mostrando a importância da preservação e equilíbrio da natureza.

“As pessoas gostam muito (de se casar no Casarão do Alto), encontram aqui um lugar agradável, um local de paz, onde podem confraternizar momentos tão importantes na vida deles. Então, essa propriedade acaba cumprindo essa missão”, conta Artur Marques.

A casa era da família

Artur nasceu em Salvador e passou a infância no casarão. Antes de sua família se mudar para lá, em 1977, vivia um espanhol que criava vacas e bois na grande área da chácara. O tempo passou, a família se mudou, Artur foi para o mundo e a casa acabou ficando abandonada. Por ter ficado fechada por muito tempo, sendo uma construção de mais de 40 anos, tudo foi se deteriorando.

“Quando voltei, me vi na tarefa de revitalizar”, explica.

Quando falamos que ele foi para o mundo, não estamos brincando. Artur viajou por 43 países, dentre os quais morou 5 anos na França, um ano na Alemanha, um ano na Inglaterra e mais um na Ásia. Foi uma longa jornada. Depois, viveu mais de 10 anos em São Paulo, trabalhando como executivo da indústria automobilística. Foram 25 anos fora da Bahia, até que, em 2006, Arthur decidiu voltar para Salvador. Quando retornou, encontrou o casarão tão bonito mas praticamente abandonado. Então, se dispôs a revitalizar tudo aos poucos, a casa e a área externa.

“Era um lugar lindo, uma qualidade de vida ótima, uma vizinhança maravilhosa, pessoas simples aqui de São Tomé, de famílias de pescadores, enfim, um estilo de viver muito bom” , lembra.

Depois de cinco anos vivendo na casa e fazendo melhorias, sem muitos planos, Artur conta que chegou um homem e disse: “eu quero casar aqui”. E foi assim que começou a tradição de realizar festas de casamento no Casarão. Artur, que nunca havia pensado em casar ninguém, atender noivos ou organizar eventos, hoje já uniu mais de 150 casais em sua casa.

Um lugar mais que especial

Os casamentos acontecem basicamente nos finais de semana e Artur reserva os outros dias da semana para curtir a praia e beber água de coco dos coqueiros de seu quintal. Ele ainda consegue unir pessoas muito legais para um bom papo. Deve ser bem difícil sair de lá!

“É difícil não se deixar absorver por este lugar. Mesmo com os eventos, é muito difícil não morar aqui”, explica

É exatamente essa atmosfera de casa, de carinho pelo local, que se transfere para os eventos que acontecem ali.

“No fundo, a gente quer ajudar as pessoas, quer sorrir, participar do sonho delas. Acredito que a vida é uma passagem. Então, se você puder interagir positivamente com as pessoas e colaborar, por que não?”

Os eventos mais importantes do ano

Além de festas de casamentos e outros eventos, acontecem todos os anos as celebrações de Dia das crianças (12 de outubro) e uma festa de Natal (que acontece sempre alguns dias antes do dia 24 de dezembro). Nestas datas, as pessoas do entorno da chácara são convidadas.

Para Artur, esses eventos são os mais importantes que acontecem na casa. Desde que o Casarão começou a funcionar, ele e seus colaboradores reúnem a criançada do bairro inteiro, juntando mais de 100 crianças. Artur conta que passa o ano todo programando a festa, conseguindo os brinquedos, e o jardim fica tomado de crianças.

“É muita comida, é muita diversão, dança, brincadeiras, um dia de muita alegria. É o que a gente faz de mais importante aqui”, exalta.

Serviço

Casarão do Alto
Instagram: @casaraodoalto
Um espaço de paz e beleza, onde o amor se confraterniza, se entrelaça.
Valores acessíveis e horários confortáveis fazem parte.
Endereço: R. do Corredor, 53 – São Tomé de Paripe, Salvador – BA, 40800-300
Contato: informações com Artur Marques pelo telefone (71) 98740-4422 (WhatsApp)

Casarão do Alto. São Tomé de Paripe. Salvador Bahia. Foto divulgação.

1
2
3
4
5
6
6
Seu bolso
Localização
R. do Corredor, 53 - São Tomé de Paripe, Salvador - BA, 40800-300

Outras experiências

Agenda

26
nov
27
nov
28
nov
30
nov
01
dez
02
dez
03
dez
Ver mais em Agenda