Histórias dos bairros de Salvador: Ondina

Salvar nos favoritos

Dos bichos à folia: Ondina reúne carnaval, zoológico e praças

Bairro faz a ligação entre a Barra e o Rio Vermelho

Novo Normal. Passeio de bicicleta na orla nova de Ondina. Salvador Bahia. Foto Tércio Campelo.

Ondina rima com Carnaval. O circuito alternativo da folia de Salvador, o Circuito Dodô, começa na Barra e termina nas ruas de Ondina. Apesar da vocação para a folia, Ondina reúne experiências que vão muito além das festas carnavalescas. O bairro abriga o zoológico da cidade, a principal estação meteorológica e a residência oficial do governador, o Palácio de Ondina, que fica na parte alta do bairro.

Vizinho do Rio Vermelho, Barra, Jardim Apipema, Chame Chame e Federação, sua principal avenida, a Adhemar de Barros, divide o bairro em duas áreas. No trecho da Avenida Oceânica, Ondina tem grandes hotéis com vista para o mar que, durante o Carnaval, têm visão privilegiada para a passagem dos trios elétricos.

Apesar da vocação residencial, o bairro tem ainda um dos Campus da Universidade Federal da Bahia, clínicas, monumentos e a praia, que é muito frequentada nos finais de semana. No período da maré baixa, as piscinas naturais que se formam são um atrativo para o banho de mar mais tranquilo. Dos bichos à folia: Ondina reúne carnaval, zoológico e praças. Conheça mais sobre o bairro.

Praças e ciclovia

Orla de Ondina. Salvador Bahia. Foto Abel Baião.

Ondina tem uma história ligada às praças. Em 1998, o bairro teve a primeira praça poliesportiva do Brasil equipada para pessoas com deficiência.

A Praça Bahia Sol, que fica em frente ao Instituto Bahiano de Reabilitação (IBR), passou, inclusive, por uma reforma recente promovida pela Prefeitura de Salvador, e funciona como um complemento nas atividades terapêuticas dos pacientes da unidade. O espaço conta com quadras de esporte, área de lazer e recreação que podem ser usados por qualquer pessoa.

Em 2019, o bairro ganhou a praça do bloco Camaleão. A tradicional agremiação carnavalesca presenteou a cidade com uma praça, localizada em frente à Ufba, que tem a ”patinha do camaleão” como elemento central. Rapidamente, virou point de diversão e também cenário para os amantes do carnaval fazerem aquela foto e atualizarem as redes sociais.

Ótima opção para passear pelo bairro, a ciclovia passa pelos bairros da Barra, Ondina e Rio Vermelho. Se já não bastava o passeio, ainda tem ampla vista para o mar, o que deixa tudo mais lindo e leve.

Um roteiro de ciclovias para curtir Salvador

Monumento histórico

No final da Avenida Adhemar de Barros, estão as famosas “Gordinhas de Ondina”, um dos principais pontos turísticos da capital baiana. O Monumento Meninas do Brasil, criado pela artista Eliana Kertész (1945-2017) fica bem próximo à praia de Ondina e faz uma homenagem à presença feminina na formação da identidade cultural baiana, independentemente da sua origem: a índia nativa, representada por Catarina; a branca europeia, por Mariana; e a negra africana, por Damiana. Cada uma delas está posicionada com um olhar para seu ponto de origem: Damiana para a África; Mariana para Portugal e Catarina para o interior do Brasil

Viva a natureza

É neste bairro que fica o Zoológico de Salvador, que começou a ser construído no século XIX. A história do zoológico da cidade está ligada à Independência da Bahia. O suíço Frederico Meuron recebeu a Fazenda Areia Preta (antigo nome do bairro de Ondina) como indenização pelas perdas na Batalha de Pirajá.

Depois que foi implantada uma locomotiva que partia do Campo Grande em direção ao Rio Vermelho começaram algumas atividades zoobotânicas nas proximidades da fazenda, que depois passou a abrigar o orquidário no Parque de Ondina. Em 1958, foi inaugurado o Parque Zoobotânico Getúlio Vargas, o Zoológico de Salvador, que é, atualmente, considerado um centro de referência na preservação dos animais silvestres com mais de 1,4 mil espécies da fauna e flora.

Para quem curte um banho de mar, a praia de Ondina segue a Praia do Cristo. Esta praia inicia após o restaurante conhecido como Barravento, junto ao Morro do Cristo, seguindo até o Clube Espanhol e passando pela região dos hotéis e as instalações da Aeronáutica.

Apesar de pouco extensa, a praia oferece estrutura para os frequentadores, com venda de bebidas e alimentos. No sentido do bairro do Rio Vermelho, existe uma enseada que, na maré baixa, é propícia ao banho de mar, geralmente cristalino, com possibilidade de mergulhos. Durante a vazante, surgem algumas piscinas naturais.

Orla de Ondina. Salvador Bahia. Foto Abel Baião.

1
2
3
4
4
Seu bolso

Outras experiências

Agenda

17
maio
18
maio
19
maio
20
maio
21
maio
22
maio
Ver mais em Agenda