Aproveitando a vida adoidado!

Salvar nos favoritos
Rodas de altinha, Porto da Barra. Foto: Amanda Oliveira

Dicas para quem tem poucas horas em Salvador e quer aproveitar ao máximo a cidade.

Jovens e animados para curtir o DIA

Se você é daqueles que não conseguem parar quieto e o seu dia parece ter mais horas do que dos outros mortais, este roteiro é para você. Esporte na orla de Salvador, caiaque no Porto, almoço em um dos botecos mais tradicionais do Rio Vermelho, ainda encaixando passeio cultural e já emendando em uma “pré” num bar supercharmoso.

9h – Corpo em movimento na Barra

A Barra é o destino certo para os foliões durante o carnaval, mas você sabia que lá é um epicentro de esportes ao ar livre?! São pessoas correndo, andando de skate, patins e para completar, ótimo local para surf. Se procura por uma praia dentro da cidade, com ondas fortes e boa qualidade de água, mais indicada para surfistas avançados, Salvador tem a praia Barra Vento (na Barra Avenida, entre o Cristo e o Farol da Barra, mais próxima ao Morro do Cristo, ao lado do restaurante Barra Vento). Ali também, na altura do Cristo, acaba de ser inaugurada uma tirolesa.

10h – Passeio de caiaque no Porto

Experimente um passeio de caiaque no Porto da Barra. A enseada de águas tranquilas é excelente para iniciantes e profissionais. Outra opção são as canoas havaianas, em que é possível formar grupos e dar uma volta pela orla vendo a cidade da água. Na areia da praia tem cerca de 3 ou 4 empresas desses serviços. Pesquise antes sobre os equipamentos de segurança e boa diversão.

10h30 – Melhor banho de mar do mundo

Para terminar a manhã, se entregue à vibe do Porto. Águas cristalinas e uma faixa de areia concorrida, é o lugar perfeito para encontrar amigos e já ficar sabendo qual a boa de Salvador. Não deixe de tomar um picolé de amendoim Capelinha, o clássico dos clássicos soteropolitano.

12h30 – Almoço no Boteco do França

Localizado no boêmio bairro do Rio Vermelho, o Boteco do França é uma mistura de bar e restaurante. O cardápio propõe uma variedade de opções baseadas na cozinha brasileira. Ele está novinho, foi todo reformado, e agora os belos mosaicos do artista plástico Bel Borba tomam as paredes do beco mais famoso da cidade! A dica é pedir o arroz de polvo. Delicioso.

15h – Delicie-se na Sorveteria Mondo

Se não tiver tomado todas no França, acabando com as cervejas geladas da casa, vá na Mondo Gelato Artesanal e peça um sorvete de Chocolate Belga 70%. Como se não bastasse os sabores serem surreais, ainda tem um biscoito crocante que é uma delícia. Eles fazem tanto sucesso que são vendidos à parte. Prove também a Carolina que é macia por dentro e crocante por fora, com sorvete a sua escolha. Essa gostosura casa bem com um cafezinho.

16h – Casa do Rio Vermelho

E como a energia desse corpo jovem continua a mil, vá encher a caixola de cultura e inspiração na casa onde moraram Jorge Amado e Zélia Gattai: “A Casa do Rio Vermelho”. A última residência do casal é um memorial riquíssimo, no local que, no passado, era um ponto de encontro de artistas, intelectuais e ativistas políticos. Os ambientes mantêm as características originais do imóvel e cada sala possui projeções com diferentes assuntos sobre a vida dos artistas. São mais de 30 horas de vídeos e projeções. No jardim também encontram-se boas surpresas.

17h30 – Encontro com os amigos no Blue Praia Bar

Bora encontrar com o resto da galera! Com a vista exuberante da Praia do Buracão, está o Blue Praia Bar. O ambiente é lindo, com seus gazebos de treliça, mesas na varanda, os lounges a beira-mar e camas balinesas. Tudo muito fluido e aconchegante, com mesas para amigos ou para embalar no ar romântico e ir só de casal. A Praia do Buracão tem ganhado, cada dia mais, um público super cool. Vale voltar durante o dia. O Blue tem entrada também pela praia, olha aí que legal.

Jovens e prontos para aproveitar a NOITE

Agora é só deixar a vida ir te levando. Vocês estão no bairro que tem diversão variada por metro quadrado. Skate ao pôr do sol, rolê na orla até o Mirante do Rio Vermelho, dois Largos com os acarajés mais famosos de Salvador, bares e mais bares para todos os gostos. Deixe a noite te levar, onde você parar vai ser divertido.

18h – Fim de tarde na Orla do Rio Vermelho.

A orla do Rio Vermelho agora tem uma ciclovia democrática, onde convivem bem os skates, os patins, as bicicletas e, claro, os passantes e vendedores de cerveja. Lá no final, sentido Ondina, tem a Praia da Paciência, outra que vale conhecer um outro dia. O mirante está massa, com espaço onde rolam resenhas, aulas de vários esportes e até shows.

19h – Cerveja gelada e acarajé no Largo da Mariquita

Um acarajé, por favor, que ninguém é de ferro. No Largo da Mariquita tem um dos mais premiados acarajés de Salvador, o da Cira. Lá rolam shows como Lenine, Larissa Luz e Saulo Fernandes. Também tem feiras culturais e outros eventos. Tem um bar colado no outro, o que garante burburinho todos os dias da semana.

20h – Curtição no Largo da Dinha

O Largo de Santana, carinhosamente apelidado de Largo da Dinha, é onde a festa não para. De domingo a domingo tem alguma coisa acontecendo por lá. É ali também que as pessoas começam a noite, antes de escolherem para que lado vão… e na maioria das vezes, é onde a noitada termina, com clientela até o dia raiar.

21h30 – Não deixe de comer no La Taperia

Comida Espanhola, no bairro mais boêmio da cidade. É só passar pela porta de entrada que a sua experiência daquela noite já começou. Os sorrisos dos que te recepcionam, a cordialidade e a atenção dão a sensação de pertencimento ao restaurante La Taperia. Outro diferencial é que o chef José Morchon passeia pelo salão dando toda a atenção ao público e explicando os ingredientes e curiosidades do preparo dos pratos. Comece com o polvo com batatas e páprica e, para acompanhar, uma sangria de cava.

23h30 – Agito no Chupito

Ali, coladinho, o Chupito bar tem atraído um público jovem em busca de shots à base de vodka, tequila e cachaça, os chupitos. Os drinks servidos no balcão são ótimos para um esquente para cair em outras gandaias, já que ali do lado tem o “circuito da noite soteropolitana”. Mas há quem goste mesmo é de ficar ali. A programação musical é bala, sempre recebe djs que apresentam pockets shows interessantes no melhor esquema “passa chapéu”. A casa é pequena, mas acredite: você vai conseguir dançar muito!!!

Preparamos uma lista com músicas perfeitas para esta experiência. Ouça agora!


Rodas de altinha, Porto da Barra. Foto: Amanda Oliveira

1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
56
Duração aproximada
24h
Seu bolso

Outros Roteiros

Agenda

10
ago
11
ago
12
ago
13
ago
14
ago
15
ago
16
ago
Ver mais em Agenda