Festival da Primavera: Museus de Salvador

Cidade da Música, Casa do Carnaval, Espaço Pierre Verger e Fotografia Baiana, Casa do Rio Vermelho e Casa do Benin
A entrada dos equipamentos nos dias de quarta-feira é gratuita. Nos demais dias da semana, os ingressos custam entre R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Agenda

Extensa programação cultural

 

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Casa do Benin (@casadobenin)

Museus sob a coordenação da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), da Prefeitura de Salvador, terão uma programação direcionada à 9ª edição do Festival da Primavera. Acontecerão exposições de arte africana, passeio no jardim, batalhas musicais, oficinas de artes visuais, entre outras atividades. A entrada dos equipamentos nos dias de quarta-feira é gratuita. Nos demais dias da semana, os ingressos custam entre R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia), das 10h às 18h, com entrada permitida até 17h.

Veja as atrações em cada equipamento

Cidade da Música

O equipamento situado na Praça Cayru, no Comércio, recebe no dia 19 de setembro, a partir das 15h, o evento “Batalha de Rap/Trap, memórias de democracia”. A atração será realizada até o dia 23 de setembro. Já no dia 20 de setembro, às 16h, ocorre uma apresentação musical com o tema “Música Ancestral da Bahia”. A atração se repete até o dia 24 de setembro. No dia 23 de setembro, às 14h, acontece uma batalha de dublagem em homenagem à comunidade LGBT.

Casa do Carnaval
No dia 21 de setembro, às 15h, terá uma atividade de karaokê com uma playlist dos blocos afros de Salvador para os visitantes cantarem e se divertirem. Já no dia 24 de setembro, às 15h, será realizada uma oficina de pintura corporal.

Espaço Pierre Verger e Fotografia Baiana
No espaço situado no Forte de São Diogo, Porto da Barra, no dia 20 de setembro, a partir das 16h, vai acontecer um bate-papo com o cineasta Antônio Olavo, denominado “Fatos e fotos”, sobre o filme “Quilombolas da Bahia, a resistência negra do nosso estado”. Já no dia 23 de setembro, às 15h, será exibido o filme “Quilombos da Bahia”. No  domingo (24), das 14h às 16h, ocorrerá uma oficina de confecção de adereços indígenas.

Casa do Rio Vermelho
No acervo histórico da cidade, localizado na Rua Alagoinhas, 33, que leva o nome por ter sido a moradia de Zélia Gattai e Jorge Amado, será realizado no dia 19 de setembro, das 14h às 17h, uma exposição chamada de “Personagens Vivos Gabriela e Nacib”. No mesmo dia, até o dia 24 deste mês, das 10h às 18h, ocorre a exposição temporária “Arte que veio da África” e uma visita sobre o tema “Memórias de Democracia”. Já no dia 20 de setembro, às 16h, terá uma atividade gastronômica chamada de “Panc no prato e resistência no prato”.

No dia 23 de setembro, das 10h30 às 15h, acontece um passeio no jardim dos orixás sobre a obra literária de Jorge Amado, chamada de “Diálogos Amadianos Identidade e Resistência Afro-brasileirana”.

Casa do Benin
No equipamento localizado no Pelourinho, será realizada no dia 21 de setembro, a partir das 14h30, uma oficina de artes visuais com a temática “Chamamento Imagético / Lia Krucken”. Já no dia 23 de setembro, às 17h, terá a oficina de lambe-lambe “Brincando de Colar Tempo”. A entrada é gratuita, mas por ordem de chegada, com no máximo 25 vagas. Já nos dias 20 e 22 de setembro a partir das 14h, acontecerá a oficina de “Encruzilhadas Dissidentes”.

Você também pode gostar

Nenhum evento encontrado