As delícias gastronômicas da Bahia: Taboca

Salvar nos favoritos

O que é e onde encontrar um dos doces mais famosos de Salvador

Receita espanhola se popularizou na Bahia após os anos 50

Ao consultar o dicionário mais próximo, você verá que taboca é uma das palavras mais versáteis da língua portuguesa, podendo significar desde uma espécie de peixe até um tipo de casa, a depender da região do Brasil. Só que, na Bahia, ela não só tem sentido enraizado, como também gosto, cheiro e o som de um triângulo, que é o fiel escudeiro dos vendedores dessa que é uma das comidas de rua mais populares de Salvador.

A cena é inconfundível: o vendedor tocando o instrumento enquanto anuncia em alto e bom som a delícia que carrega na lata localizada em suas costas. A guloseima é simples, feita geralmente só de farinha de trigo, água e açúcar – mas a receita tem variações com farinha de mandioca, láctea, ovos e margarina.

As pesquisadoras Laís Conceição Portela e Virgínia Campos em um trabalho de conclusão de curso da Universidade Federal da Bahia (Ufba) contam que a receita é bem antiga, originada em igrejas espanholas que distribuíam o doce aos fiéis em substituição ao pão divino.

Até hoje, o doce é popular na Espanha e em Portugal, conhecido pelo nome de barquillos (ou barquilho, na escrita aportuguesada), podendo ser encontrado em diversas padarias de Madrid e Lisboa, sendo recheados ou não.

O quitute chegou ao Brasil com força por volta de 1950 – data que não é unanimidade entre os pesquisadores – em estados do Nordeste, mas com nomes como “chegadinho”, “cavaco” e “biju”. Na Bahia, o nome que pegou foi taboca, que é uma palavra de origem tupi cujo significado é tabu, que faz referência ao bambu, que é uma planta que tem um formato semelhante à taboca.

Pelo seu sabor e ingredientes simples, ele se popularizou nas casas baianas e, principalmente, entre os vendedores de rua, que o comercializam em praças, feiras e sinaleiras de Salvador.

Onde comprar taboca em Salvador

Por se tratar de uma comida de rua, a taboca é normalmente vendida por ambulantes no centro histórico e comercial, onde pode ser encontrada mais facilmente. Alguns dos vendedores mais antigos e tradicionais se concentram em lugares como:

· Feira de São Joaquim
· Terminal de Ferry Boat
· Sinaleira do Iguatemi, na frente do Shopping da Bahia
· Sinaleiras da Avenida Garibaldi
· Sinaleiras do Lucaia

Não há como garantir que o doce crocante será encontrado nesses lugares em todos os momentos. No entanto, há uma concentração maior de vendedores nos fins de semana e feriados, principalmente à tarde.



Experiências em Salvador

Agenda

24
set
25
set
27
set
28
set
29
set
30
set
01
out
Ver mais em Agenda