Exposição O Olhar do Tempo

Foyer do Teatro Castro Alves
Gratuito
Agenda

35 anos do Balé Folclórico da Bahia

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Balé Folclórico da Bahia (@bfdabahia)

A trajetória de 35 anos de fundação do Balé Folclórico da Bahia (BFB) é retratada na remontagem da exposição interativa “O Olhar do Tempo”, que será aberta em 22 de agosto (terça-feira), data em que se comemora o Dia Internacional do Folclore, às 18h, no Foyer da Sala Principal do Teatro Castro Alves (TCA). A mostra recebe visitação até dezembro, de terça a sexta-feira, das 13h às 18h, e sábados e domingos, das 10h às 18h, com entrada gratuita.

Com curadoria e projeto expográfico de Rose Lima e Fritz Zehnle, a exposição reúne fotos, textos, prêmios, figurinos, cartazes e programas das turnês mundiais realizadas pela companhia. Através de parabólicas sonoras, as pessoas podem escutar os áudios das principais coreografias do BFB, que estarão sendo reproduzidas em telões. A produção é assinada por Bruna Moitinho.

A exposição “O Olhar do Tempo” teve sua primeira montagem em novembro do ano passado, também no Foyer do TCA, na ocasião do primeiro Festival Balé Folclórico da Bahia, quando foi visitada por cerca de 20 mil pessoas nos dois meses em que ficou em cartaz. O Festival teve na sua programação a estreia mundial do espetáculo “O Balé Que Você Não Vê” e oficinas artísticas e técnicas gratuitas que contemplaram cerca de 1,4 mil participantes.

O premiado Balé, que completou 35 anos no dia 7 de agosto, já se apresentou em mais de 300 cidades e 27 países, incluindo Estados Unidos, Itália, Inglaterra, Bélgica, Canadá, Dinamarca, Nova Zelândia, Austrália, Alemanha, França, Holanda, Suíça, México, Chile, Colômbia, Finlândia, Suécia e África do Sul, dentre outros. “Seguramente, somos um dos principais embaixadores da cultura popular brasileira e afrobaiana para o mundo”, destaca Vavá. Com sede no Pelourinho, em Salvador, o BFB é a única companhia de dança folclórica profissional do país. Os integrantes da companhia – dançarinos, músicos e cantores – recebem preparação técnica para dança, música, capoeira, canto e teatro. Para preservar e divulgar as principais manifestações folclóricas da Bahia, o Balé desenvolveu uma linguagem cênica que parte dos aspectos populares e atinge questões contemporâneas. O Balé também realiza apresentações às segundas, quartas e sextas-feiras, no Teatro Miguel Santana, no Pelourinho, tendo como público, principalmente, turistas estrangeiros e de outros estados do Brasil.

Serviço
Exposição O OLHAR DO TEMPO
35 anos do Balé Folclórico da Bahia
Onde: Foyer do Teatro Castro Alves
Abertura: 22 de agosto de 2023 (terça-feira), 18h
Visitação:
23 de agosto a dezembro de 2023
Terça a sexta-feira, 13h às 18h; sábados e domingos, 10h às 18h
Quanto: Gratuito

Você também pode gostar

Nenhum evento encontrado